Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Brasil Terça-feira, 25 de Outubro de 2022, 20:00 - A | A

Terça-feira, 25 de Outubro de 2022, 20h:00 - A | A

"CIDADÃO DE BEM"

Médico que coagiu pais a votar em Bolsonaro defendeu Roberto Jefferson

Da Redação

O médico Allan Rendeiro, profissional que aparece coagindo uma mulher recém-parido e o pai de um bebê recém-nascido a votarem no atual presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições 2022, é um militante apaixonado por Bolsonaro.

Em suas redes sociais, o profissional da saúde compartilha diversas fake news que já foram desmentidas. Sua foto de capa estampa a mensagem: 'Quem vota em ladrão é ladrão'. Em recentes compartilhamentos, Allan saiu em defesa de Roberto Jefferson após o ex-deputado tentar matar policiais federais que foram prendê-lo no último domingo, 23 de outubro.

 

O médico ainda escreveu: "Não tenho emprego arranjado por políticos. Não tenho empresa que presta serviços para políticos. Não sou usuário nem comercializo droga. Sou temente a DEUS. Então eu voto BOLSONARO 22. Acabei de receber esta camisa com a qual irei votar dia 30", em uma publicação.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará (CRM-PA) informou que vai apurar a conduta de Allan. As imagens foram gravadas pelo próprio médico. O profissional acompanhava os pais após o nascimento e começou a gravar. Ele começa mostrando o bebê afirmando: “já nasci 22. Vou votar no Bolsonaro”. O vídeo foi apagado após repercussão.

Na sequência, ele mostra a mãe ainda na maca, após o procedimento cirúrgico, aparentemente sob efeito anestésico. “Essa aqui é a mamãe. Dia 30 ela vota?.…22, diga. Vou mandar para o Bolsonaro esse vídeo, que ele está em uma live especial”.

A mãe demonstra constrangimento e vira o rosto por duas vezes ao longo da filmagem, sem responder nada.

No vídeo, ele ainda aborda o pai, que usava uma camiseta vermelha, segundo o médico, como parte do traje exigido para a entrada na maternidade. Ele ainda diz que não faria o restante do atendimento à mãe porque o pai teria dito ser eleitor de Lula.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024