Cuiabá, 23 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022, 10:20 - A | A

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022, 10h:20 - A | A

TRABALHO EM EQUIPE

Adolescente que sofreu acidente de moto é atendido pelo HMC

Cristiane Guerreiro | Prefeitura de Cuiabá

Acompanhado da mãe Cláudia Gomes, o estudante Carlos Henrique, 13 anos, foi atendido no Hospital Municipal de Cuiabá e Pronto-Socorro “Dr. Leony Palma de Carvalho” (HMC) no dia 26/09, após sofrer acidente de moto no município de Alto Paraguai (a 420 km de distância de Cuiabá). Ele foi direcionado para atendimento no HMC, via Central de Regulação, responsável pela regulação do acesso do usuário aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Segundo Paulo Rós, diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), responsável pela administração do HMC, sob a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, o paciente Carlos foi direcionado ao local mais adequado para atendimento no estado de Mato Grosso. “Os hospitais geridos pelo município de Cuiabá são referências em neurocirurgia e ortopedia, essa é a razão pela qual recebemos pacientes de municípios do interior. A qualidade e o atendimento humanizado da gestão Emanuel Pinheiro é evidenciado”, revelou. 

 

Carlos Henrique passou por correção de fratura de afundamento e drenagem de hematoma intracraniano, realizada pelo neurocirurgião Wilson Novais e sua equipe, no HMC. Segundo o médico residente em neurocirurgia, que acompanhou o procedimento, João Victor, o paciente teve afundamento do osso frontal. 

“Foi necessário drenar o hematoma. Neste caso, o dreno permaneceu por 48 horas”, informou dr. Victor. “O procedimento atendeu as expectativas e o paciente ficou bem, já apto para alta hospitalar, após nove dias de internação na unidade”, completou. 

Segundo a mãe de Carlos, o filho também foi cuidado pelas equipes da bucomaxilofacial, fisioterapia, psicologia e nutrição, além da neurocirurgia. “Agradeço muito o Hospital Municipal de Cuiabá, aqui parece até um hospital particular. Se fosse para pagar o tratamento eu não teria condições”, destacou. 

“A enfermagem (enfermeiros e técnicos em enfermagem) é muito atenciosa. A fisioterapia também foi excelente para melhorar a locomoção do meu filho, que estava com dificuldades devido às dores em decorrência das lesões. A psicologia me deu todo o suporte emocional. A bucomaxilofacial cuidou das lesões na boca. E a alimentação é muito boa. Estou muito feliz com o atendimento”, enfatizou a mãe de Carlos. 

Para Cláudia é muito importante ter um hospital como este na sua região. “Com a alta hospitalar, voltamos para casa no município de Alto Paraguai, mas daqui há 30 dias estaremos viajando de volta para Cuiabá, para a consulta de retorno e exames no Hospital Municipal São Benedito. Em situações mais complexas, os pacientes são encaminhados para a capital, Cuiabá”, explicou.

 
Cuiabá MT, 23 de Junho de 2024