Cuiabá, 22 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Terça-feira, 13 de Setembro de 2022, 10:21 - A | A

Terça-feira, 13 de Setembro de 2022, 10h:21 - A | A

MONKEYPOX

MT já tem 38 casos da nova varíola; 89% dos pacientes são homens

Da Redação

A nova varíola se espalha por Mato Grosso, com 38 casos confirmados e 124 em investigação, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), atualizado nesta segunda-feira, 12 de setembro. A doença está se concentrando, atualmente, em homens na faixa etária de 18 a 40 anos.

Os dados apresentados no portal de monitoramento da nova varíola apontam que, precisamente, 59,46% dos casos está entre os homens na faixa etária dos 18 aos 40 anos. Não há nenhuma mulher infectada nessa faixa etária, até o momento.

 

Em relação à quantidade de homens infectados, são 22 casos da doença. Desses casos, 18 foram registrados em Cuiabá, 2 em Várzea Grande, 1 em Nova Xavantina e outro em Campo Novo dos Parecis.

Dessa faixa etária mais atingida pela nova varíola, 57,89% dos infectados apresentam maiores marcas na genitália e 52,63% no tronco. Na sequência, os membros superiores (braços) apresentam incidências das chagas da doença em 47,37% dos casos, enquanto 31,58% dos pacientes relatam marcas nos membros inferiores (penas).

O principal sintoma relatado pelos infectados é o surgimento de erupções cutâneas, as já conhecidas bolhas, que surgem em várias partes do corpo e que viraram a “marca” da doença. Febre é o segundo sintoma mais relatado entre os infectados na faixa dos 18 aos 40 anos.

Em média, a idade dos homens infectados é de 30 anos.

OUTROS GRUPOS

No espectro dos casos positivos, em pessoas acima dos quarenta anos, até o momento são nove infectados. Neste grupo, a hegemonia dos homens é quebrada, com duas mulheres infectadas em dois municípios diferentes de Mato Grosso: Sorriso (1) e Barra do Garças (1).

São sete os homens infectados na faixa etária acima dos quarenta anos. A maior incidência de casos é em Cuiabá, com 3 pacientes. Várzea Grande tem 2 casos, há 1 caso em Tangará da Serra, e 1 caso em Rondonópolis.

Nesta faixa etária, o sintoma relatado em todos os casos é a erupção das marcas da varíola na pele. Em seguida, vem a febre e a dor nos músculos. A idade média dos infectados é de 51 anos.

Os menores de idade não estão imunes à nova varíola. De acordo com o relatório de monitoramento da doença, seis casos foram confirmados entre pessoas abaixo dos dezoito anos. Eles representam 16,22% do total e se espalham pelos municípios de Tangará da Serra (2), Cuiabá (1), Campo Novo do Parecis (1), Barra do Garças (1) e Araputanga (1).

A divisão entre os sexos é de 50% para cada e a faixa etária média é de 12 anos de idade.

Em todos os casos, a erupção na pele das chagas da varíola é o sintoma mais comum, sendo o primeiro a ser relatado. Em segundo lugar, vem a febre súbita.

TRANSMISSÃO

A principal forma de transmissão da doença é por meio de relação sexual, mas não é a única. Ela ocorre quando uma pessoa entra em contato com o vírus, podendo ser através do contato com animal doente, materiais ou humanos infectados. A transmissão entre humanos pode ocorrer por secreções respiratórias (gotículas), através de lesão na pele (mesmo que não seja visível), por meio de objetos recentemente contaminados e por meio de fluidos corporais e secreções das membranas mucosas (olhos, nariz ou boca).

Pessoas que apresentarem sintomas devem procurar atendimento médico e informar se tiveram contato com animal ou humano doente ou material contaminado ou viagem para o exterior no último mês antes do início dos sintomas.

É importante ressaltar que animais sadios não transmitem a doença.

 
Cuiabá MT, 22 de Junho de 2024