Cuiabá, 29 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Terça-feira, 19 de Março de 2024, 09:20 - A | A

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 09h:20 - A | A

LOGÍSTICA

Produtores rurais visitam terminal ferroviário de Rondonópolis

Aprosoja

Produtores rurais de Mato Grosso, integrantes da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), visitaram o terminal ferroviário de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), o maior terminal ferroviário de grãos da América Latina. O evento marcou a primeira reunião da Comissão de Logística da entidade, que teve como objetivo apresentar os processos de recebimento de grãos, provenientes de todas as regiões do Estado, e o carregamento dos mesmos nos vagões que vão seguir até o Porto de Santos, em São Paulo (SP).

A visita foi realizada nesta sexta-feira (15) e contou a apresentação das empresas Rumo Logística, que faz o uso de trens para escoar a produção de grãos mato-grossenses para exportação, e a Brado Logística, que usa contêineres para abastecer o mercado interno do Estado de São Paulo com grãos produzidos em Mato Grosso. Em 2023, a Rumo contabilizou mais de 22.300 milhões de toneladas carregadas nos vagões, sendo 7.340 milhões ton de soja, 5.262 milhões ton de farelo e 9.711 milhões ton de milho. Também foram descarregados 2.669 milhões de toneladas de fertilizantes importados.

“Esse trabalho é de extrema importância para Mato Grosso porque nós temos um transporte com um percentual menor de frete, percentual esse calculado entre 5% a 10%, mas, sem ele teríamos um frete rodoviário muito maior. Essa estrutura ferroviária será ainda mais importante com as demais ferrovias que estão em implantação”, explicou Edeon Vaz, Consultor de Logística da Aprosoja-MT.

Nesse contexto, Vitória Maciel, especialista de Relações Governamentais da Rumo, informou que foi apresentada aos visitantes uma atualização sobre a construção da Ferrovia Estadual Vicente Emílio Vuolo, que teve três quilômetros entregues em fevereiro deste ano. Esta construção vai viabilizar o início do recebimento de materiais, via modal ferroviário, para a execução da nova ferrovia que conectará o sul de Mato Grosso à Cuiabá e ao Médio-Norte.

Apelidada de “ferrovia do futuro”, por conta de sua estrutura, o projeto final terá mais de 700 km de trilhos passando por 16 municípios mato-grossenses, viadutos e obras de artes especiais, como as estruturas para travessias de animais, além do primeiro viaduto vegetado de Mato Grosso. 

Daila Dellai Fabris, vice-coordenadora da Comissão de Logística da Aprosoja-MT, avaliou que a visita foi uma oportunidade para os produtores conhecerem todo o processo executado “para fora da porteira” que é realizado com a produção deles.

Lucas Wagner Bortolanza, associado de São José do Rio Claro, esteve na visita e ficou admirado em ver essa fase do trabalho do agronegócio

“Eu não imaginava toda essa atividade no nosso Estado e a Aprosoja-MT nos proporcionou essa oportunidade. Conhecer essa fase contribui para entendermos a logística de Mato Grosso e os desafios que são enfrentados nesse setor”, comentou Lucas.

A equipe de Defesa Agrícola da Aprosoja-MT, gerenciada por Jerusa Rech, também participou da visita.

 
Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024