Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 11:26 - A | A

Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 11h:26 - A | A

VOLTA ÀS AULAS

Rede privada de educação diz estar preparada para retorno

Cátia Alves

Com expectativa de retorno das aulas no modelo híbrido, as escolas particulares de Cuiabá dizem estar preparadas para receber os alunos. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, as aulas presenciais foram suspensas em abril do ano passado e devem retornar nesta segunda-feira, 1º de março, na capital.

"A expectativa dos alunos, das famílias e dos trabalhadores da educação da rede particular de ensino, está muito boa. Estamos todos muitos ansiosos para este retorno que é muito aguardado por todos. As unidades elaboraram seus protocolos de biossegurança, com base nas recomendações da Organização Mundial da Saúde, investiram em tecnologia e estão preparadas para este retorno", garantiu Gelson Menegatti, presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de Mato Grosso (SINEPE/MT) ao Estadão Mato Grosso.

A liberação para retomada das aulas no sistema híbrido em Cuiabá foi anunciada no dia 25 de janeiro pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). No caso da Educação Infantil (de 0 a 5 anos e 11 meses), especificamente, o decreto autoriza o retorno 100% presencial, desde que seja também respeitada a limitação de 50% da capacidade de cada sala. Os ensinos técnico e profissionalizante também está autorizado a retornarem no sistema híbrido.

Ailton Bordin, diretor da Escola Futura, defendeu que toda a classe tem se preparado para o retorno. Segundo ele, a unidade adquiriu tecnologias, organizou as salas com o distanciamento indicado e instalou pias para higienização das mãos. O diretor explica que não haverá aulas práticas de Educação Física e nem intervalos como em tempos normais. A escola também diz que adquiriu termômetros para aferição da temperatura dos alunos e álcool gel 70%.

As aulas de Educação Física, neste momento, serão ministradas com conteúdo teórico, nas salas de aula mesmo.

De acordo com o diretor, a unidade tem 140 alunos matriculados e atende crianças do Pré ao 9º ano. Ailton explica como irá funcionar a aula híbrida, dando exemplo de uma sala com 16 alunos. "Virão 8 alunos em um dia e os outros 8 no dia seguinte. Só por aí você já imagina como o distanciamento será cumprido. Além disso, teremos uma hora a menos de aula, por conta que não terá intervalo. Então a escola abrirá mais cedo para que um aluno de cada vez entre em sala", conta à reportagem.

Segundo ele, ao chegarem à escola, as crianças terão a temperatura aferida, farão a higienização das mãos, as mochilas serão limpas com álcool 70% e encaminhadas diretamente para a sala de aula, permanecendo em suas carteiras, já espalhadas de forma que os alunos mantenham o distanciamento exigido.

Neste novo cenário, nenhum aluno será obrigado a ir para a escola neste momento e as aulas continuarão disponíveis no modo online.
Menegatti afirma todas as unidades investiram em equipamentos para seguir os protocolos de segurança. Ele pede que os pais e sociedade em geral confie na classe para retomada das aulas no modo presencial.

OUTRO LADO
Ao Estadão Mato Grosso, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Educação informou que não há nenhuma mudança prevista na autorização de retorno às aulas. A reportagem procurou a pasta após a secretária Municipal de Saúde, Ozenira Félix, afirmar à imprensa que a decisão de retomada das aulas precisaria ser revisada, com base nas taxas de infecção e na ocupação de leitos de UTI.

Uma reunião com os membros do Comitê de Combate à Covid-19 para avaliar o atual cenário da pandemia na Capital e os riscos de liberar o sistema híbrido nas unidades privadas aconteceria nesta sexta-feira (26), mas até o fechamento desta matéria nenhuma decisão foi divulgada.

Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024