Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Domingo, 10 de Março de 2024, 08:11 - A | A

Domingo, 10 de Março de 2024, 08h:11 - A | A

OPORTUNIDADES

Seduc amplia oferta de cursos profissionalizantes para estudantes do Ensino Médio

Da Redação

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) ampliou a oferta de cursos profissionalizantes aos estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual por meio do Programa Educ.

A novidade é fruto de uma parceria entre a Seduc e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio-MT), firmada nesta sexta-feira (08.03) em Cuiabá.

Cinco escolas receberão aulas focadas nas oportunidades regionais. As unidades são as escolas estaduais Militar Dom Pedro II (Cuiabá), André Avelino Ribeiro (Cuiabá), Dione Augusta Silva Souza (Cuiabá), Adalgisa de Barros (Várzea Grande) e Fernando Leite de Campos (Várzea Grande).

Cerca de 600 estudantes serão capacitados com carga horária total de 1.200 horas, que serão divididas ao longo dos 3 anos de duração do Ensino Médio. Uma iniciativa do Governo de Mato Grosso que qualifica jovens para o mercado de trabalho.

Segundo o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, os estudantes já sairão dos cursos prontos para o mercado. “Serão formados como Design e Desenvolvimento de Sites, Apps e Games ou em Gestão de Negócios e Empreendedorismo, dependendo da trilha de aprendizagem que os estudantes optarem por cursar”.

Os cursos oferecidos no Senai estão voltados ao atendimento das demandas das regiões onde estão sediados. Entre eles, estão Desenvolvimento de Sistemas, Manutenção e Suporte em Informática, Programação de Jogos Digitais, Design Gráfico, Rede de Computadores, Automação, Mecatrônica, Mineração, Edificações, Mecânica, Eletromecânica, Logística, Eletrônica e Eletrotécnica.

A oferta dos cursos também atende a um dos pilares do Novo Ensino Médio, denominado ‘Projeto de Vida’. “Por meio de Itinerários Formativos, permite a flexibilização e a diversificação dos currículos, disponibilizando ensino técnico aos estudantes a partir do 1° ano”, esclarece Alan Porto.

Ele destacou o desafio de engajar os jovens, ensinar e prepará-los para serem protagonistas de suas carreiras profissionais. “O Novo Ensino Médio veio para revolucionar esta nova forma de fazer a educação no país e aqui, em Mato Grosso, largamos na frente. Fomos o primeiro estado a firmar esta parceria com o Senai, que vai durar até 2026”.

Cursos de Qualificação Profissional, de curta duração, também entraram na parceria. São ministrados em 40 dias, com carga horária de 160 horas, voltado a estudantes de qualquer ano letivo. Ao todo, são sete cursos das áreas de Gestão, Logística e Tecnologia da Informação (TI). Com isso, outro pilar do Novo Ensino Médio foi contemplado: a Valorização da Aprendizagem, com a ampliação da carga horária curricular.

Além destes cursos, ainda foram disponibilizadas matrículas em cursos técnicos concomitantes. Foram três, que podem ser realizados em quatro semestres e podem atender estudantes que estejam cursando o 2° ano do Ensino Médio: Segurança do Trabalho, Eletrotécnica e Automação.

Durante o período da parceria com o Senai serão oferecidas 33 mil vagas aos estudantes da Rede Pública do Estado, divididas em 12.500 matrículas no Novo Ensino Médio, 20 mil matrículas nos cursos de Qualificação Profissional e 500 matrículas no curso Técnico Concomitante.

Outros cursos voltados à Gestão e Negócios, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Alimentícia, Produção Industrial e Recursos Naturais também foram contemplados, a partir de 2022, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), com vigência até 2027. Participam 1.449 estudantes de 16 municípios.

O currículo do Novo Ensino Médio é organizado por áreas do conhecimento e não por matérias. São até 1.800 horas de carga horária dedicadas às habilidades e competências relacionadas às 4 áreas do conhecimento (Matemáticas e suas Tecnologias; Linguagens e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas) e, no mínimo, 1.200 horas flexíveis e reservadas para a Formação Técnica e Profissional.

Outras parcerias

O secretário Alan Porto observa que, no início deste ano, a Seduc também firmou parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), com vigência até 2030, atendendo 1.594 estudantes de 16 escolas em 15 municípios. São ofertados cursos voltados à Ambiente e Saúde, Controle e Processos Industriais, Gestão e Negócios, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Industrial e Recursos Naturais.

Nessa mesma linha de Educação Profissional e Técnica, outros 9.336 estudantes do Ensino Médio de 18 municípios, estão matriculados em 17 cursos técnicos profissionalizantes em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT).

 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024