Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022, 16:27 - A | A

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022, 16h:27 - A | A

TEMAS IMPORTANTES

Sorriso tem 32 crianças de escolas públicas finalistas no projeto Respeito às Diferenças

Assessoria de Imprensa

32 crianças de 11 escolas públicas do município de Sorriso irão estar na fase final do projeto “Respeito às Diferenças”. Diamantino e Pedra Preta também representam Mato Grosso no projeto. A iniciativa educacional visa desenvolver habilidades de leitura e escrita, de acordo com as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ao mesmo tempo que promove a reflexão sobre diversidade e inclusão por meio do tema Respeito às Diferenças.

Participam apenas alunos do Ensino Fundamental I da rede pública de ensino em 10 cidades brasileiras. Sorriso teve 44 produções literárias (cartas e ilustrações) inscritas, 21 são finalistas e todas serão publicadas no livro do projeto.

 

Em Sorriso, o Respeito às Diferenças já impactou 1.020 alunos, 30 educadores e 11 escolas em todas as fases da iniciativa. O início foi em maio com uma oficina pedagógica para 26 professores da rede pública da cidade. No encontro, educadores aprofundaram a área do conhecimento de Língua Portuguesa e Direitos Humanos. Depois, em sala de aula, com o auxílio pedagógico destes professores capacitados, os alunos produziram suas cartas e respectivas ilustrações sobre o tema escolhido por cada criança ou dupla.

Ao todo, 44 cartas e ilustrações foram inscritas pelas escolas da cidade; uma comissão julgadora selecionou as 21 finalistas que irão compor o livro Respeito às Diferenças, última etapa do projeto. Destas 21 produções de Sorriso, 13 foram também narradas pelas próprias crianças e já podem ser conferidas no site do projeto.

O bullying predominou entre os temas escolhidos pelos aluno. Em suas cartas, ilustrações e narrações, as crianças que em média têm entre 8 e 10 anos de idade, alertam sobre a importância de se identificar o bullying como prática que naturaliza indevidamente diversos tipos de preconceito, como o racismo e o capacitismo.

Uma dessas cartas é da aluna Aline Mayumi Kimura, que relata ter sofrido ofensas simplesmente por usar óculos; do Pedro Henrique Favero, que fala da empatia por sua avó que sofre de um problema crônico na perna e já foi constrangida em locais públicos; e do Renato Almeida dos Santos, que escreve para seu amigo Madara e conta que presenciou um ato de racismo na rua quando estava a caminho da escola. Estes e outros relatos e ilustrações emocionantes dos alunos das escolas de Sorriso podem ser conferidos no site do projeto.

O Respeito às Diferenças congrega competências previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como por exemplo a de “compreender-se na diversidade humana” e a de “promover o respeito ao outro e aos direitos humanos”. Para Allan de Amorim, coordenador do projeto na Flamingo, o projeto é peculiar no objetivo de desenvolver a empatia.

“Considero pontos importantes do projeto o estímulo à criatividade dos estudantes e à promoção da reflexão cidadã, tudo isso por meio do resgate à produção de cartas, um gênero literário que marcou séculos na história da humanidade e na nossa forma de expressão escrita, e às narrações das histórias finalistas pelos próprios alunos. São elementos lúdicos para motivar o pertencimento à escola, à habilidade empática e à autoestima”, comenta Allan.

Sobre o projeto “Respeito às Diferenças”

O projeto “Respeito às Diferenças” é uma iniciativa educacional que busca desenvolver as habilidades de leitura, escrita e ilustração dos alunos do Ensino Fundamental I, segundo as competências definidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). No projeto, os alunos desenvolvem estas habilidades com a elaboração de cartas, desenhos e narrações de suas histórias sob a temática do respeito às diferenças. Ao escolher a prática pedagógica que procura resgatar a magia e o encantamento de contar histórias por meio de cartas, motivamos a imaginação e criatividade dos estudantes.

O projeto Respeito às Diferenças tem o patrocínio do Instituto Aegea, apoio local da Águas de Sorriso e da Secretaria Municipal de Educação de Sorriso. A realização é da Flamingo Comunicação e da Lei Federal de Incentivo à Cultura. As 10 cidades participantes são: Canoas (RS), Vila Velha (ES), Diamantino (MT), Esteio (RS), Matão (SP), Pedra Petra (MT), Piracicaba (SP), Serra (ES), Sorriso (MT) e Teresina (PI).

Há quatro etapas cronológicas: Orientação aos professores: oficinas pedagógicas para uma imersão na área do conhecimento de Língua Portuguesa e Direitos Humanos e apresentação do Guia de Orientação Literária; Produções literárias, etapa em que os alunos do fundamental I (de 8 a 10 anos), sob orientação dos professores, produzem as cartas e as ilustrações sobre o tema; Escolha das finalistas: as produções dos alunos são inscritas pelas escolas e uma comissão julgadora define as finalistas para serem narradas pelos próprios alunos; livro Respeito às Diferenças: publicação impressa com as cartas finalistas de todas as cidades.

Saiba mais em: https://respeitoasdiferencas.com.br/

 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024