Cuiabá, 22 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 10:52 - A | A

Segunda-feira, 18 de Março de 2024, 10h:52 - A | A

QUASE LÁ

VÍDEO: VLT Cuiabano é aprovado pelo Ministério das Cidades, anuncia Emanuel

Da Redação

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou que o projeto do VLT Cuiabano foi aprovado pelos técnicos do Ministério das Cidades e segue para a etapa final de escolha dos projetos que irão compor o novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Ao fazer o anúncio, na manhã desta segunda-feira, 18 de março, Pinheiro aproveitou para alfinetar o modal escolhido pelo governador Mauro Mendes (União), o BRT.

Com  o aval do Ministério das Cidades, o VLT avança para a etapa final da escolha do PAC, na qual disputará os recursos federais com outros projetos de mobilidade urbana no Brasil.

“Por isso que toda a vida, eu não mudei de lado, toda a vida eu defendi o VLT [...]. E essa realidade, se Deus quiser, está muito próxima de acontecer. Ainda temos alguns caminhos pela frente, mas o nosso projeto do VLT Cuiabano foi autorizado, foi aprovado tecnicamente pelo PAC Mobilidade Urbana Sustentável, PAC do governo federal, do governo Lula [PT], aprovado pelos técnicos do Ministério da Cidade”, anunciou Emanuel, em entrevista ao Jornal da Cidade.

Pinheiro aproveitou o momento para alfinetar o projeto do BRT, que já está sendo construído na capital e em Várzea Grande, com previsão de ser concluído até fevereiro de 2025.

“BRT é ônibus, é “busão”, é coisa velha e ultrapassada. Nós temos que ir para a frente, olhar para o alto, para a frente, para a modernidade. O VLT é o Veículo Leve sobre Trilhos. Ele, em termos de sustentabilidade, ele é sustentável, é moderno, é econômico, promove desenvolvimento econômico, garante dignidade, segurança e qualidade no transporte de milhares de usuários no transporte coletivo”, disse.

Apesar de lutar pelo VLT, Emanuel já adianta que não irá conseguir entregar a obra, caso aprovada, durante sua gestão, já que o seu mandato de prefeito acaba em dezembro de 2023 e a obra pode levar vários meses até ser iniciada.

“Eu sou a favor de Cuiabá, eu sempre defendi o VLT porque eu vejo Cuiabá como uma grande cidade. [...] Nós temos que experimentar para Cuiabá aquilo que há de melhor e mais moderno nas maiores cidades do Brasil e do mundo”, concluiu.

VEJA O VÍDEO

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 22 de Maio de 2024