Cuiabá, 29 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 19:38 - A | A

Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 19h:38 - A | A

DIA 101 DE JANEIRO

Despesas de início de ano aumentam a demanda por empréstimos em janeiro

Assessoria de Imprensa

Marcado por gastos com impostos, férias, material escolar e outras obrigações financeiras, o início de um novo ano traz uma série de despesas significativas para indivíduos e empresas. A solução para muitos é recorrer a empréstimos para cobrir os gastos, mas a sobrecarga de solicitações exige das instituições financeiras a busca por melhores formas de otimizar e aprimorar seus processos para uma avaliação mais eficiente.

Em janeiro do ano passado, o crédito ampliado a empresas atingiu R$ 5,1 trilhões (51,2% do PIB) no Brasil, enquanto às famílias, alcançou R$ 3,5 trilhões (35,1% do PIB), segundo dados do Banco Central.

A regra básica para a concessão de crédito leva em conta se o requerente será capaz de cumprir com suas obrigações. Mas como as concessionárias de crédito podem otimizar as suas avaliações para atender à demanda e levar em conta os aspectos mais relevantes dessa avaliação? Uma análise precisa, nos moldes tradicionais, pode levar muito tempo e ainda não ser totalmente confiável.

Para tornar esse procedimento mais eficiente, a adoção de tecnologias avançadas como a análise de dados em tempo real feita por Inteligência Artificial e a automação de processos para garantir agilidade são grandes aliados desse mercado. Investir nessas novas tecnologias que oferecem insights avançados sobre estabilidade de renda e análises de crédito é essencial tanto para as instituições quanto para os clientes, de acordo com Carey Anderson, CEO da 1datapipe, empresa norte-americana atuante no Brasil, que presta serviço de análise de perfil de consumidor a instituições, por meio da Inteligência Artificial. A empresa utiliza diferentes tipos de análise de consumidor com IA, especialmente o Score de Estabilidade de Renda, levando em conta aspectos abrangentes da vida financeira do consumidor e os dados são cruzados automaticamente, contribuindo para uma análise mais confiável.

“A eficiência na avaliação de crédito e estabilidade de renda não apenas beneficia os clientes, oferecendo um processo mais rápido e transparente, mas também contribui para a saúde financeira das instituições que oferecem esse serviço. A capacidade de conceder empréstimos de maneira segura não apenas atende a demanda dos consumidores, mas também fortalece a posição das instituições financeiras no mercado”, avalia o especialista.

Consumidor espera mais das tradicionais avaliações

Em 2023, a empresa realizou uma pesquisa no Brasil e os resultados demonstraram a insatisfação de uma grande parcela das pessoas com relação à análise de crédito tradicional feita nas instituições. Entre os entrevistados, 47% não acreditam que os bancos fazem uma análise fiel de sua realidade financeira para aprovação do pedido de crédito. Além disso, 48% acreditam que os bancos não levam em conta todos os aspectos necessários para a aprovação da análise. “Esse é um percentual muito alto que deve ser levado em consideração, justamente para avaliar a satisfação dos clientes quanto à credibilidade das instituições”, reforça Anderson.

Outro ponto que reforça a atenção necessária em um momento de alta demanda é a agilidade na análise. Muitas vezes, os bancos podem levar dias para dar uma posição sobre a aprovação de crédito. Isso abre espaço para que o cliente busque outras opções. “Vivemos um momento em que o tempo influencia muito na decisão das pessoas, as instituições mais ágeis, e com o maior cuidado no levantamento das informações saem na frente da concorrência. Essas percepções destacam o papel crucial que a estabilidade de renda precisa e a análise de crédito transparente desempenham na formação da reputação e confiabilidade das instituições financeiras.” finaliza.

 
Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024