Cuiabá, 13 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Quarta-feira, 26 de Outubro de 2022, 15:54 - A | A

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2022, 15h:54 - A | A

AVANÇO DOS TRILHOS

Rumo avança para construir mais duas ferrovias, com aporte de R$ 11,3 bilhões

Da Redação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) concedeu autorizações para a Rumo S.A construir mais duas ferrovias em Mato Grosso. A autorização para a assinatura do contrato de adesão ocorreu na terça-feira (25) e foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta (26), mesma data em que ocorreu a assinatura dos contratos.

Conforme os documentos, a Rumo poderá construir uma ferrovia entre Primavera do Leste e Ribeirão Cascalheira e outro ramal entre Santa Rita do Trivelato a Lucas do Rio Verde. Após a assinatura do contrato, a empresa terá 99 anos para construir e explorar as duas ferrovias.

 

Os dois projetos ainda não possuem ligação com outras malhas ferroviárias, mas estão em áreas próximas a onde serão instalados terminais ferroviários de outros projetos que já estão em andamento. A ferrovia que deve ser construída entre Santa Rita e Lucas, por exemplo, deve contar com o terminal mais próximo em Sinop, caso a Ferrogrão volte a avançar.

A Ferrogrão, que está com projeto parado no Supremo Tribunal Federal (STF) para resolver eventuais problemas ambientais, deve ligar Sinop ao Porto de Miritituba, no Pará.

Já a malha prevista entre Primavera do Leste a Ribeirão Cascalheira, considerando ligações com outros trilhos, tem uma vantagem, já que a Rumo também está construindo uma ferrovia de Rondonópolis até Primavera, autorizada pelo governo estadual.

Próximo de Ribeirão Cascalheira, em Água Boa, também deverá ter outro terminal, pois a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico), que sai de Mara Rosa (GO), está sendo estendida até o município, que é localizado na região Araguaia, grande produtora de grãos em Mato Grosso.

Os investimentos previstos nos dois novos projetos da Rumo estão avaliados em R$ 11,3 bilhões, sendo R$ 3,8 bilhões no trecho entre Santa Rita do Trivelato e Sinop e outros R$ 7,5 bilhões no ramal entre Primavera e Ribeirão. Atualmente, Mato Grosso possui apenas uma ferrovia em operação, que é a Ferrovia Norte-Sul, que chega até Rondonópolis e é controlada pela Rumo S.A.

 
 
Cuiabá MT, 13 de Junho de 2024