Cuiabá, 19 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 09:20 - A | A

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 09h:20 - A | A

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Seminário estreita relações comerciais entre Brasil e Itália

Rita Comini - Assessoria de Imprensa Sebrae MT

Conhecer o cenário e as oportunidades de negócios entre Brasil e Itália e as cadeias produtivas de Mato Grosso, no contexto do comércio internacional dos pequenos negócios. Esta é a intenção do Seminário Brasil e Itália, que acontece nesta quinta-feira, 17/11, às 14h, no Centro de Eventos do Pantanal.

Organizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso (Sebrae MT) com apoio do vice Consolato Onorario d'Itália in Mato Grosso, Câmara de Comércio Italiana de São Paulo (Italcam) e Associação Brasileira de Sommeliers, o evento gratuito é voltado a empresários.

 

André Schelini, gerente de Inteligência Estratégica do Sebrae MT destaca a longevidade da parceiro comercial entre Brasil e Itália e aponta como setores de destaque na atualidade segmentos de cinema, audiovisual, automotivo com muita troca de tecnologia, ciência, faculdades e na área de alimentos. “Mato Grosso por ser um grande fornecedor de alimentos, a Itália tem sido parceira no desenvolvimento de cadeias produtivas de alimentos”.

Segundo ele, o seminário, além de trazer essa visão mais comercial, traz também o setor de investimento, que é algo hoje muito comum, principalmente para o empreendedorismo mais inovador, como startups. E isso vai ser bastante discutido e comentado no evento.

Outro ponto destacado pelo analista do Sebrae MT é a reabertura dos mercados pós pandemia. “O Brasil com esse acordo Mercosul e União Europeia, a Itália pode ser um corredor de acesso aos outros países europeus. Nós podemos pensar a internacionalização dos pequenos negócios na Europa por meio da Itália”.

Ele lembra ainda o traço cultura que une os dois países, por conta da alta taxa de imigração italiana no Brasil.

Para Fábio Ongaro, da Câmara de Comércio Italiana em São Paulo, o evento desta quinta-feira em Cuiabá é importante tanto para os empresários e comunidade de Mato Grosso, quanto para a comunidade italiana e para o Consulado Italiano que gerencia o estado de São Paulo e MT e para a Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira de São Paulo que tem jurisdição em Mato Grosso também. “Mato Grosso é um estado muito importante, é um estado de referência em desenvolvimento dos negócios de agropecuária, é um dos primeiros produtores de soja, grão, feijão, e também tem uma vocação para a exportação muito expressiva”.

Lembra que, por outro lado, existe uma estrutura italiana, representada pelo Consulado e pelo braço de crédito para exportação do governo italiano e pela Italian Trade Agency e também pela Câmara de Comércio que tem a missão de fomentar e desenvolver negócios entre as partes, entre os associados e não associados nas relações bilaterais Brasil e Itália. Segundo ele, esta estrutura é importante porque pode abrir caminho tanto para as empresas italianas que já são presentes no Brasil ou trazer excelências da Itália que são necessárias no mercado de Mato Grosso para melhorar as atividades principais.

“Por outro lado pode ser um bom caminho para identificar exigências e caminhos para a exportação para os mercados da Itália, sem esquecer que ela pode ser uma entrada para o mercado europeu em geral, que possui 780 milhões de pessoas”.

Na programação do seminário estão palestras sobre “Cenário de negócios Brasil e Itália”, “Inteligência de mercado”, “Oportunidades de negócio no contexto do ESG” e “Uso do vinho como estratégia comercial”, finalizando um networking empresarial com experiência gastronômica.

Exportações

De janeiro a outubro de 2022, o Brasil exportou US$ 4,1 bilhões para a Itália, com um crescimento de 24% na comparação com outubro de 2021. Mato Grosso tem participação de cerca de 10,5% nas exportações do país com destino a Itália, comercializando em 2022 (até outubro) US$ 431 milhões.

A evolução das exportações de Mato Grosso para a Itália tem acontecido desde 2004. Com uma curva de aumento exponencial a partir de 2020, com uma variação de cerca de 38% com relação ao ano anterior.

O volume das transações comerias entre o Brasil e a Itália somam mais de US$ 9 bilhões, com saldo positivo para o país europeu. Tradicionalmente a relação comercial entre os dois países concentra-se na comercialização de commodities, como café, chás, minério, combustíveis, ferro, algodão, carnes, grãos, óleos vegetais, cereais, frutas, alumínio, bem como produtos industrializados, como máquinas, equipamentos, fármacos, aeronaves, adubos, vestuários, móveis, entre outros. Desta forma, a análise sobre a relação comercial entre os países posiciona o Brasil como provedor de matéria-prima e insumos e a Itália como provedor de produtos industrializados.

Em relação ao estado de Mato Grosso, os principais produtos exportados são sementes, frutos, carnes, cereais, algodão, madeira, couros, entre outros produtos de origem vegetal e animal; e as importações de máquinas, equipamentos, produtos da indústria química, adubos, veículos, instrumentos óticos, entre outros produtos industrializados.

PROGRAMAÇÃO
• 14:00 - Check-in
• 14:20 - Abertura
• 14:30 - Cenário de Negócios Brasil e Itália
• 15:10 - Inteligência de mercado
• 15:50 - Oportunidades de negócio no contexto do ESG
• 16:30 - Uso do vinho como estratégia comercial
• 17:10 - Networking empresarial com experiência gastronômica

 
Cuiabá MT, 19 de Junho de 2024