Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Geral Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2022, 10:36 - A | A

Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2022, 10h:36 - A | A

E-COMMERCE

Estudo mostra comportamento do consumidor nos marketplaces nesta Black Friday

Assessoria de Imprensa

A Black Friday deste ano evidenciou uma tendência: os consumidores souberam aproveitar as ofertas das lojas on-line ao longo de todo o mês de novembro, ao invés de focar apenas no dia 25 de novembro. É o que mostra o levantamento da startup Magis5, que tem como principal serviço seu hub de automação e gestão de e-commerce em marketplaces, a qual atende clientes que vendem no Mercado Livre, Shopee, B2W, Magalu e Amazon.

Os dados da pesquisa da Magis5 se baseiam nas contas integradas ao hub e apontam que, na sexta-feira em si (25/11), houve uma queda de 53,8% na média do volume de pedidos por vendedor em relação ao ano passado e uma queda 34,5% na receita bruta da data — também por vendedor ante a 2021.

 

Contudo, o mês de novembro como um todo teve um aumento de de 21,7% no GMV médio por cliente (ou seja, na receita bruta média do período) e uma alta de 7,5% no número de pedidos, dados todos relacionados ao mesmo de 2021.

Os marketplaces que representaram maior faturamento na plataforma foram: Mercado Livre (50%), Shopee (27%), B2W (8,2%), Magalu (6%) e Amazon (4,7%). Contudo, em relação ao volume de encomendas a Shopee liderou, representando cerca de 62% dos pedidos.

Já o valor do ticket-médio aumentou, visto que foi registrado um gasto médio de R$ 100,96 – valor 21,79% maior que o do ano anterior.

Claudio Dias, CEO da Magis5

“Esses índices mostram uma mudança no comportamento do consumidor, que se antecipou nessa Black Friday ao comprar nos mês de novembro ao invés de focar apenas nas ofertas do dia 25 de novembro, assim como o próprio empreendedor, que focou em oferecer ofertas por todo o mês”, diz Claudio Dias, CEO da Magis5.

A Copa do Mundo e a volta do consumidor às lojas físicas também impactaram as compras virtuais para a sexta-feira.

“Soma-se a isso ao macro cenário político e econômico com incertezas aos empreendedores, como ofertas de créditos e juros altos, que afetam diretamente nos descontos disponibilizados pelas empresas. O que também afeta os consumidores, que buscam por ofertas características da data e se frustram ao não encontrar os preços que imaginaram”, destaca o CEO.

Categorias campeões de vendas

De acordo com o balanço da Magis5, as categorias que mais tiveram vendas na Black Friday foram Casa e Decoração (28%), a qual manteve seu posto de primeiro lugar como 2021; seguido de Beleza (8%) e Acessórios para veículos (6%).

Em relação ao ticket-médio dos marketplaces, a Amazon liderou com valor de R$ 215,00, seguido de Mercado Livre (R$ 150,00). O da Shopee foi de R$ 53,00, o que não surpreende já que o e-commerce tem destaque em produtos com ticket médio menor.

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024