Cuiabá, 26 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Geral Sábado, 09 de Março de 2024, 10:53 - A | A

Sábado, 09 de Março de 2024, 10h:53 - A | A

VALE-TUDO ELEITORAL

Prefeito de Jangada denuncia pesquisa não-registrada: "ato de desespero"

Da Redação

O prefeito de Jangada, Rogério Meira (PSD), afirmou que pretende acionar a Justiça para combater a divulgação de uma pesquisa não registrada que apresenta resultados favoráveis a um de seus possíveis adversários na eleição deste ano, o ex-prefeito Valdecir Kemer (Gauchinho). Na verdade, trata-se de uma enquete veiculada em um site de notícias que está registrado em nome do advogado Diogo de Carvalho Nascimento, que patrocina a defesa de Gauchinho na ação de prestações de contas das últimas eleições, que foram reprovadas.

“Fiquei admirado que partiu de um advogado que conhece a lei, muito amador, tudo por ato de desespero porque estamos cada vez mais fortes e o ex-prefeito Gauchinho isolado no canto e choramingando. Além de uma mentira foi um crime grave”, disse o prefeito Rogério Meira.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral é vedada no período de campanha eleitoral. Enquete ou sondagem eleitoral não é a mesma coisa que pesquisa eleitoral. Enquanto a pesquisa deve seguir os rigores dos procedimentos científicos, a enquete apenas faz a sondagem da opinião dos eleitores.

A enquete que for apresentada à população como pesquisa eleitoral será reconhecida como pesquisa de opinião pública sem registro na Justiça Eleitoral, o que é crime eleitoral, punível com multa que varia de R$ 53.205 a R$ 106.410.

 
 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 26 de Maio de 2024