Cuiabá, 18 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Judiciário Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 11:14 - A | A

Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 11h:14 - A | A

SAIDINHAS DO RÉU

Advogado nega que Carlinhos tenha ido a mercado e vai recorrer de decisão

Da Redação

O advogado Francisco Faiad negou que o filho do ex-governador Carlos Bezerra (MDB) e assassino confesso, Carlos Alberto Bezerra, o "Carlinhos", tenha frequentado um supermercado na companhia de seguranças armados enquanto estava em prisão domiciliar. Em conversa com jornalistas na manhã desta quarta-feira, 28, na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Faiad anunciou que vai recorrer da decisão que culminou no retorno de seu cliente à prisão.

Carlinhos Bezerra conseguiu o benefício de prisão domiciliar após alegar graves problemas de saúde, devido à diabetes, doença que acomete quase 17 milhões de brasileiros. O benefício causou revolta na população e foi alvo de recurso do Ministério Público do Estado (MP-MT), que apontou não haver provas da suposta gravidade do réu.

Nos últimos dias, a denúncia de que Carlinhos estava violando as regras da prisão domiciliar estouraram na imprensa e motivou a juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Cuiabá, a revogar o benefício, resultando no retorno do assassino confesso às celas da prisão.

No mandado, a juíza explica que Bezerra saiu de casa sem a autorização da Justiça por nove vezes ao longo de quatro meses. Além disso, houve momentos em que a tornozeleira ficou descarregada, sem sinal de GPS. O monitoramento revelou que Carlinhos deu várias voltas pela cidade em momentos que estaria fazendo exames médicos.

Uma dessas supostas saídas do réu ganhou notoriedade após o Ministério Público dizer que Carlinhos foi a um mercado na companhia de seguranças armados.

Leia mais aqui.

Em resposta, Faiad apenas disse que “não existe mercado nenhum” e foi embora da delegacia, minutos antes de Carlinhos, assassino confesso de sua ex-companheira Thays Machado, deixar a delegacia rumo ao Centro de Detenção Provisória (CDP).

Veja o momento aqui.

 
 
Cuiabá MT, 18 de Maio de 2024