Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Opinião Quarta-feira, 08 de Maio de 2024, 09:28 - A | A

Quarta-feira, 08 de Maio de 2024, 09h:28 - A | A

CAMILA RIBEIRO

Dia das Mães - Filhos afastam as mulheres do mercado de trabalho?

Camila Ribeiro*

A celebração do Dia das Mães, no próximo dia 12 de maio, nos leva a uma reflexão sobre o cenário da vida profissional das mulheres com crianças. Pesquisas apontam que a chegada de um (a) filho (a) ainda afasta muitas profissionais do mercado de trabalho. Além disso, aquelas que decidem manter sua carreira tornam-se mais ocupadas.

Segundo dados do estudo “Estatística de Gênero – Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil”, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a participação da mulher no mercado de trabalho é menor em domicílios com crianças com até 6 anos de idade. Entre as pessoas de 25 a 54 anos, o nível de a ocupação das mulheres com crianças é de 56,6%, enquanto entre as profissionais sem filhos é de 66,2%. A pesquisa também mostra que as mulheres dedicaram 21 horas por semana do seu tempo aos afazeres domésticos e cuidados de pessoas, enquanto os homens apenas 11,7 horas por semana.

A partir da leitura desses dados, surge o questionamento: qual o motivo da maternidade distanciar as mulheres do mercado de trabalho? A decisão de uma mulher ser mãe não pode significar o fim ou o retrocesso da sua vida profissional. Na Votorantim Cimentos, entendemos que temos um papel fundamental na promoção da diversidade e da inclusão, bem como na luta pela igualdade de oportunidades. Na questão de gênero, temos o compromisso de chegar a 30% de mulheres em cargo de liderança no Brasil até 2030. Acreditamos que para chegar lá precisamos dar suporte no desenvolvimento de carreira das nossas mulheres, além de trabalhar para criamos um ambiente inclusivo.

Um exemplo de iniciativa com nosso público feminino é que, há quatro anos, criamos o Lidera VC, um programa que já teve a participação de mais de 250 mulheres em posição de primeira liderança. Também temos o Clube de Liderança Feminina que atende as mulheres que ocupam posição de média e alta liderança. Já para as profissionais mulheres que ainda não são líderes, iniciamos, neste ano, uma série de ações voltadas para carreira, protagonismo e autodesenvolvimento, o Mulheres Construindo Caminhos. Os temas dos fóruns serão Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), comunicação, inteligência emocional e carreira.

Valorizamos as mulheres em suas diferentes fases de vida. Temos inúmeros exemplos de contratação de mulheres grávidas, promoção de mulheres em período ou retorno de licença maternidade e outras situações em diversos momentos da vida profissional, sem que a maternidade tenha sido um empecilho em suas carreiras. Hoje, 30% das mulheres que trabalham na Votorantim Cimentos no Brasil são mães.

A minha experiência pessoal mostra que a chegada do meu filho gerou uma aproximação ainda maior com o meu trabalho. Por meio da minha atuação profissional, desejo contribuir ativamente para termos uma sociedade e um mercado de trabalho mais inclusivos, pois esse será o cenário que meu pequeno irá encontrar daqui a alguns anos. Por isso, não podemos deixar de atuar em uma jornada de evolução para que carreira e maternidade caminhem juntas.

*Camila Ribeiro é mãe do Caleb e gerente de Diversidade e Atração de Novos Talentos da Votorantim Cimentos no Brasil

 
 
Cuiabá MT, 21 de Maio de 2024