Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Sexta-feira, 04 de Junho de 2021, 17:40 - A | A

Sexta-feira, 04 de Junho de 2021, 17h:40 - A | A

FORÇA-TAREFA

120 policiais estão na "caçada" da quadrilha que "botou o terror" no nortão

Uma grande força-tarefa foi montada para tentar localizar e prender os criminosos que assaltaram duas agências bancárias da rede Sicredi no município de Nova Bandeirantes (a 1.026 km de Cuiabá). Ao todo, 120 policiais foram viajaram para o município em aeronaves e helicópteros da Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) no final da manhã desta sexta-feira (04).

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias em tempo real (clique aqui).

Um dia após o feriado, a população da pacata cidade foi surpreendida por uma quadrilha fortemente armada com fuzis, vestidos de roupas camufladas. Eles realizaram um cerco nesta manhã e fizeram dezenas de pessoas de reféns. 

Segundo informações da Polícia Militar, a corporação tomou conhecimento do assalto, na modalidade Novo Cangaço, por volta das 10 horas. Imediatamente, uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) se deslocou para a cidade na tentativa de encontrar os suspeitos. 

Neste momento, agentes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e da GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado), além de agentes do Ciopaer, estão na região auxiliando na caçada aos criminosos. Barreiras serão montadas em estradas na região na tentativa de localizar os assaltantes. Regiões de mata também serão vistoriadas.

Informações preliminares revelam que os bandidos tinham como plano de fuga os estados de Pará, Amazonas e Rondônia, já que Nova Bandeirantes faz divisa com a região Norte do Brasil. 

A PM de Mato Grosso entrou em contato com a Polícia Militar destes estados para intensificarem os patrulhamentos em suas regões. Policiais civis da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) também participam dos trabalhos.

A informação sobre o valor estimado que os bandidos possam ter levado dos assaltos ainda não foi confirmado pela Polícia Militar.

Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024