Cuiabá, 24 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Domingo, 30 de Maio de 2021, 18:11 - A | A

Domingo, 30 de Maio de 2021, 18h:11 - A | A

PERFIL DE SOCIOPATA

Jovem de 22 anos é preso por abuso sexual contra prostitutas

Da Redação

Um jovem de 22 anos, identidade não revelada, foi preso neste domingo (30) no bairro Vila Juliana em Sinop (480 km de Cuiabá), acusado de abusar sexualmente de uma garota de programa.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias em tempo real (clique aqui)

Segundo Sérgio Ribeiro, delegado de Polícia Civil e titular da delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Adolescente, o jovem estava sendo investigado há dias e tem um perfil de sociopata.

"Ele entrava em sites de encontro, marcava com as vítimas e cometia os abusos. Normalmente ele levava a mulher para um milharal, uma construção abandonada, regiões de mata e a estuprava. Além disse, ele agredia e roubava os aparelhos de celular", contou ao site Só Notícias.

Neste sábado (29), o jovem teria contratado uma garota de programa e a estuprou. "Ao registrar o boletim, nós acionamos a Polícia Militar, indicamos onde ele poderia estar e foi feita a prisão em flagrante. Ele estava com o celular da vítima. Ele buscava garotas de programa, pois acreditava que não seria denunciado. Por serem profissionais do sexo, ele acreditava que ninguém acreditaria nelas", apontou o delegado.

"Quando uma mulher não autoriza o sexo, é estupro. Não nos interessa qual é a profissão dela. Sem consentimento, configura crime. É um cara que não demonstra empatia nenhuma por essas mulheres e com perfil de sociopata", disse Sérgio.

Em depoimento, o jovem chegou a afirmar cometer os crimes por não ter dinheiro para pagar pelos programas. “Fizemos uma entrevista prévia e chegou a afirmar que contratava o programa, mas como não tinha como pagar forçava relação sexual. Acreditamos que agora deverá aparecer muitas outras vítimas que não acreditavam que ele seria preso”.

O acusado responderá pelos crimes de abuso sexual e roubo.

Cuiabá MT, 24 de Julho de 2024