Cuiabá, 23 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Domingo, 20 de Novembro de 2022, 11:46 - A | A

Domingo, 20 de Novembro de 2022, 11h:46 - A | A

INDO À CAÇA

Polícia procura responsáveis por ataque a base da Rota do Oeste

Da Redação

O ataque à base da Concessionária Rota Oeste neste sábado (19) que terminou com uma ambulância metralhada e a base inteira queimada já está sendo investigado. A Polícia Civil de Mato Grosso anunciou, neste domingo (20), que as investigações já estão sendo realizadas para encontrar os responsáveis pelo ataque, ocorrido em Lucas do Rio Verde (332 km de Cuiabá).

Segundo informações da PC, uma guarnição foi à base queimada para reunir informações e pistas que podem levar as investigações até os responsáveis.

 

Viaturas estão em diversas praças de pedágios ao longo da Br-163, rodovia onde estava localizada a praça, na busca por possíveis suspeitos de terem feito o ataque.

Leia mais sobre o atentado à base da Rota Oeste, clique aqui.

O ataque aconteceu durante um dia de muita movimentação nas estradas por causa dos manifestantes que pedem por um golpe de Estado.

Lucas do Rio Verde é o município que mais concentra manifestantes neste domingo e a BR-163 está com aglomerações de revoltosos em vários pontos, clique aqui para ler mais sobre os bloqueios.

Veja nota da Polícia Civil sobre o ataque.

A Polícia Civil de Mato Grosso está com diligências em andamento neste domingo, 20 de novembro, para apurar informações e as circunstâncias do ataque ocorrido na noite deste sábado (19.11) contra uma base do serviço de atendimento ao usuário da concessionária Rota do Oeste, que administra a rodovia federal, BR-163, em Mato Grosso.

O atentado ocorreu contra a base situada na rodovia, no município de Lucas do Rio Verde, onde um grupo, ainda não identificado, ateou fogo no local e fez disparos de arma de fogo contra a base. Veículos da concessionária que estavam no local também foram atingidos pelo fogo.

Uma equipe da Delegacia de Lucas do Rio Verde está em praças de pedágio da rodovia para apurar informações que possam identificar os autores do ataque. A Polícia Civil requisitou perícia na base.

 
 
Cuiabá MT, 23 de Junho de 2024