Cuiabá, 16 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 31 de Maio de 2021, 17:41 - A | A

Segunda-feira, 31 de Maio de 2021, 17h:41 - A | A

CONVERSA DE BASTIDORES

Botelho nega convite do DEM ao prefeito Emanuel e diz que Pinheiro não teria espaço

Após um forte rumor do convite do senador Jayme Campos (DEM) ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) para que ele se filie ao Democratas, o deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) disse que desconhece o convite e que Emanuel não teria espaço no partido.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias em tempo real (clique aqui).

O deputado, que é um dos líderes do partido, explicou que todo convite precisa ser previamente aprovado por uma comissão formada pelo governador Mauro Mendes, pelos presidentes estadual e municipal da sigla, pelos deputados Dilmar Dal’Bosco e o próprio Botelho, além dos irmãos Jayme e Júlio Campos.

“Eu não sou nem contra a e nem a favor porque não foi nem discutido esse convite e o prefeito Emanuel Pinheiro nunca nem se manifestou o desejo de sair do MDB. Eu não sei o que ele quer, se ele quer. Ser candidato a governador não tem espaço, porque temos candidato a governador, então tem que pensar o que o prefeito quer. Tem que saber se tem fundamento e não foi nem cogitada essa hipótese na reunião que tivemos”, detalhou Botelho na manhã desta segunda-feira (31).

O deputado ainda disse que não foi convidado para nenhuma reunião para tratar da ida de Emanuel para o DEM.

Suposto convite

Nesta segunda-feira vazou informações de um encontro que o senador Jayme Campos teve com o prefeito no final de semana, na casa do deputado federal Emanuelzinho (PTB), onde supostamente teria feito o convite a Emanuel.

O prefeito atualmente tem falado sobre sua vontade de ser candidato a governador em 2022. No entanto, o MDB tem dificultado o desejo de Pinheiro. Além da recusa de lançar o prefeito, dentro do próprio partido Emanuel tem rivais declarados, como a deputada estadual Janaina Riva.

Caso o boato seja verdadeiro e o prefeito aceite mudar de legenda, Pinheiro teria outro adversário, o governador Mauro Mendes, seu maior inimigo.

Cuiabá MT, 16 de Julho de 2024