Cuiabá, 24 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 13:05 - A | A

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 13h:05 - A | A

ELEIÇÕES 2024

Botelho pede que população denuncie candidatos financiados por facções criminosas

Da Redação

Após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anunciar que irá redobrar a fiscalização sobre facções criminosas que financiam campanhas eleitorais nas eleições de 2024, o presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (União), pediu nesta quarta-feira, 22 de maio, que a população denuncie os candidatos que tenham ligação com o crime organizado.

Em conversa com jornalistas, Botelho disse que, como presidente da Assembleia, não tem como saber nem como fiscalizar candidatos que tiveram campanhas financiadas por facções criminosas.

“É complicado para quem está na campanha saber quem é do crime e quem não é. Isso é responsabilidade da polícia, a polícia que tem que investigar e o Judiciário encaminhar para o Ministério Público. Eu estou aqui dentro da Assembleia, estou trabalhando aqui, vou saber, vou olhar para alguém e falar: 'você é do crime organizado?' Nós precisamos da polícia. Se chegar uma denúncia para nós, aí sim”, disse.

O TRE afirmou que as eleições municipais são mais difíceis de fiscalizar porque o número de candidatos é maior, podendo haver entre 13 e 14 mil candidatos em Mato Grosso. Um panorada muito diferente das eleições gerais, que têm cerca de 600 candidatos.

Seguindo a problemática do TRE, Botelho pediu ajuda da população para realizar essas denúncias, já que os candidatos precisam ter proximidade com os eleitores.

“Acho que cabe a toda a população fazer essas denúncias. Descubra: tem um candidato aí que está sendo financiado pelo crime? Denuncie! Tem alguém que está na sua campanha que faz parte do crime organizado? Façam essas denúncias. Porque nós não temos bola de cristal para adivinhar quem é ou não”, falou.

 
Cuiabá MT, 24 de Junho de 2024