Cuiabá, 26 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 03 de Janeiro de 2024, 18:05 - A | A

Quarta-feira, 03 de Janeiro de 2024, 18h:05 - A | A

VEJA

Deputado diz que Emanuel não pode ser levado a sério e cobra respeito à Saúde

Da Redação

Vice-líder do governador Mauro Mendes (União) na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Beto Dois a Um (PSB) ironizou o relatório apresentado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) sobre supostas irregularidades cometidas pelo Gabinete de Intervenção na Saúde de Cuiabá. Para o deputado, o prefeito não pode ser levado a sério.

Emanuel reassumiu o comando da Secretaria Municipal de Saúde na segunda-feira, 1º de janeiro, e divulgou que sua equipe encontrou uma série de inconsistências no trabalho realizado pelo Gabinete de Intervenção. Segundo a Prefeitura, foram encontradas falhas nas escalas de plantão, no sistema de gestão hospitalar e de medicamentos, entre outros.

“Esse é o modus operandi do Emanuel Pinheiro, ele joga com as palavras, joga com as ações, eu já não levo nem mais a sério. Já perdeu um pouquinho aquela credibilidade. A gente, todo mundo esperava que ele iria fazer alguma coisa nesse sentido, é natural. Conversando com outros jornalistas, todo mundo chega a rir da situação”, afirmou Beto, em conversa com jornalistas na manhã desta quarta-feira, 3 de janeiro.

O deputado ainda cobrou que o prefeito cumpra o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que foi homologado pelo Tribunal de Justiça, para garantir melhorias no atendimento de Saúde em Cuiabá.

“O que a gente não pode rir é da situação da Saúde, porque ela exige cuidado, exige atenção, exige foco. E eu torço para que o prefeito Emanuel Pinheiro entenda isso e, daqui pra frente, faça uma gestão diferente, cumpra o TAC que foi proposto para que a Saúde continue avançando e melhorando, como foi durante o período da intervenção”, concluiu.

 

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 26 de Maio de 2024