Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 19 de Março de 2024, 16:43 - A | A

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 16h:43 - A | A

TORNEIRAS SECAS

Diretor da Arsec terá que explicar falta de água em 137 bairros de Cuiabá

Da Redação

A vereadora Maysa Leão (Republicanos) anunciou nesta terça-feira, 19 de março, que está representando junto ao Ministério Público Estadual (MP-MT) contra a empresa Águas Cuiabá, devido à falta de água em 137 bairros da capital. Na manhã do mesmo dia, os vereadores aprovaram a convocação do diretor da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (ARSEC), Vanderlúcio Rodrigues, para dar explicações sobre o mesmo problema.

“Nós tomamos a providência de fazer uma denúncia no MPMT para que ele possa averiguar. Nós solicitamos através do vereador Demilson a vinda do Vanderlúcio (ARSEC) aqui pra explicar. Nós estamos fazendo um levantamento já há algumas semanas, porque nós recebemos denúncias dos bairros de que está faltando água, 3 dias sem água no bairro, 6 dias no outro”, disse a vereadora Maysa.

No plenário, a vereadora Maysa apresentou denúncias que os cidadãos cuiabanos trazem ao seu gabinete com frequência. Segundo ela, isso mostra que “não é algo pontual”.

“A gente começou a perceber que não era algo pontual, porque o volume de denúncias que começaram a chegar de falta de água era muito grande. Sabemos agora que são 137 bairros faltando água no município de Cuiabá, algo que não acontecia há muito tempo”, relatou a parlamentar.

A parlamentar também aproveitou e criticou a gestão da empresa Águas Cuiabá. De acordo com Maysa, a empresa encerrou o atendimento a grandes consumidores e realizou o mesmo atendimento para todos. Ela também apontou que há dificuldade da população idosa em realizar o atendimento via ‘chatbot’.

“A falta de água revelou mais um desmonte dentro da estrutura das Águas Cuiabá” (...) Por que foi extinto um setor de uma das companhias que mais arrecada no município de Cuiabá? Eles extinguiram o setor que atende grandes consumidores (...) Além de tudo, o atendimento é feito por chatbox. Como é que o senhorzinho seu José, de 60 anos, vai ficar falando com chatbox?”, indagou a vereadora Maysa.

 
 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024