Cuiabá, 22 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 20 de Setembro de 2022, 10:26 - A | A

Terça-feira, 20 de Setembro de 2022, 10h:26 - A | A

BRIGA PELA PATERNIDADE

Emanuel descarta DNA de Mauro no HMC: "fez dois pilares e abandonou a obra"

Da Redação

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que é “uma piada” o governador Mauro Mendes (União) dizer que teve participação na construção do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). Ele diz que, ao assumir a Prefeitura em 2017, recebeu apenas “dois pilares” do futuro hospital, em meio a um matagal.

Conforme Emanuel, que é coordenador da campanha de Márcia Pinheiro (PV) ao governo do Estado, a obra teria sido abandonada pelo seu antecessor e sua gestão precisou buscar recursos federais para terminar a construção e equipar o hospital.

 

"Fez dois pilares no terreno, abandonou a obra. Quando vi aquilo, achei um absurdo, largar um matagal, um desperdício de dinheiro do povo. Eu cumpri o maior desafio e acabei com aquele problema histórico que Cuiabá tinha de corredores superlotados no antigo Pronto Socorro e com pessoas deitadas no chão. Entregamos um hospital padrão particular e que atende todo o estado", afirmou.

Emanuel lembrou que o HMC foi completamente inaugurado no dia 18 de novembro de 2019, após uma articulação junto à bancada federal para conseguir um aporte de R$ 100 milhões do governo federal, destinados a equipar o hospital.

O Hospital Municipal de Cuiabá possui 315 leitos, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados, 60 de UTI, 38 de Emergência, seis salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós-anestesia), além do ambulatório com mais de 13 das especialidades médicas mais procuradas pela Central de Regulação.

A unidade conta ainda com exames como ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia e parque tecnológicos com equipamentos de última geração.

Além disso, o HMC também conta com urgência e emergência onde funciona o novo Pronto Socorro, dispõe de um heliponto para transferência de pacientes em estado grave e o transporte de órgãos com mais rapidez e segurança. Sem contar que se tornou referência nacional e internacional por meio do programa SOS AVC.

 
Cuiabá MT, 22 de Junho de 2024