Cuiabá, 18 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 02 de Junho de 2021, 15:06 - A | A

Quarta-feira, 02 de Junho de 2021, 15h:06 - A | A

DOS LIMÕES, UMA LIMONADA

Emanuelzinho tenta barganhar imunização de todos os cuiabanos por Copa América

O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (PTB), o "Emanuelzinho (PTB)" se reunirá com o Governo Federal nesta quarta-feira (2) para tentar barganhar a vacinação total da população cuiabana em troca do acolhimento da Copa América, em Cuiabá.

A afirmação foi do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), pai do deputado, que disse ser contra a realização do torneio em meio a uma pandemia. No entanto, ele alega que a Copa América é responsabilidade da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dos governos Federal e do Estado.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias em tempo real (clique aqui).

“Eu defendo que as cidades sedes sejam contempladas com um lote maior de vacinas e já pedi isso ao deputado Emanuelzinho para que leve ao ministro chefe da Casa Civil. Emanuelzinho já marcou com o General Ramos para que o governo possa contemplar Cuiabá e as cidades sedes com a imunização de toda a população”, defendeu o prefeito na manhã desta quarta-feira.

Emanuelzinho diz que o encontro agendado com o ministro-chefe da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, não é uma forma de imposição, mas sim de uma boa relação com o governo federal, que chegou a entrar em contato com o prefeito para sensibilizá-lo para que apoiasse o torneio em Cuiabá.

O deputado federal falou que após o pedido do prefeito, o ministro se mostrou disposto em ajudar a capital mato-grossense durante a pandemia. Emanuel ainda disse que espera que sejam respeitados todos os protocolos e vai se reunir com sua equipe para definir o que será feito nos dias de jogos.

“Agora que está decidido é tomar todas as providências necessárias para se respeitar os protocolos dos campeonatos sul-americanos, eliminatórias, sem público nos estádios e todos nos ajudarem com mais condições de proteger a população”, concluiu.

Cuiabá MT, 18 de Julho de 2024