Cuiabá, 29 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 11:16 - A | A

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 11h:16 - A | A

RINHA ELEITORAL

Garcia cutuca Botelho: "Entro com independência, não tenho negócios com a prefeitura de Cuiabá"

Da Redação

O secretário-chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Fábio Garcia (União), bastante seguro sobre sua vontade de disputar as eleições de 2024 para prefeito de Cuiabá, disse que, se ganhar a disputa, assume o cargo com "total independência e liberdade", pois não possui negócios com a Prefeitura.

Segundo ele, essa é a diferença entre ele e o também possível candidato, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (DEM).

Eduardo Botelho é irmão do empresário Rômulo Botelho, dono da União Transportes, empresa que atua no transporte coletivo da capital. "Eu não tenho vínculo nenhum com grupo político, também não tenho negócios com a prefeitura. Entro com a independência necessária para fazer mudanças. Diferente de quem entra e terá problemas, já que não tem independência. Se você tem contrato, há conflito de interesse claro", disse.

Ao ser questionado se ele se referia a Botelho, Garcia disse que todos poderiam verificar. O presidente da ALMT era sócio do irmão, mas deixou a sociedade quando ingressou na política.

Sem um anúncio oficial de que concorrerá às eleições para prefeito em 2024, Garcia garantiu que sua vontade é também um sonho antigo. Por isso, segundo ele, o governador Mauro Mendes (UB) está ciente de sua posição. "Ele sabe de tudo que está acontecendo, pois temos um diálogo permanente. Nunca escondi isso de ninguém. Minha posição é bem consciente, assim como minha disposição, pois é um sonho meu", garantiu.

 
Cuiabá MT, 29 de Maio de 2024