Cuiabá, 18 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 08 de Março de 2024, 14:53 - A | A

Sexta-feira, 08 de Março de 2024, 14h:53 - A | A

MORTES DE ALUNOS

Governador anuncia decreto para que Bombeiros e policias gravem treinamentos

Da Redação

O governado de Mato Grosso Mauro Mendes (União Brasil) anunciou que irá publicar um decreto obrigando a gravação das aulas do Corpo de Bombeiros na próxima segunda-feira, 11. Ele fez o anunciou à imprensa nesta sexta-feira, 8. O decreto foi discutido após acontecer várias mortes de alunos durante a formação na corporação. A ação também será válida para todas as formações de oficiais dentro da Segurança Pública.

“Nós vamos fazer um decreto estabelecendo a obrigatoriedade de as formações de oficiais da polícia civil, do bombeiro, né? A formação que envolva alguma atividade de risco, elas deverão ser 100% filmadas, para registrar a atuação de todos os envolvidos”, afirmou.

A proposta de filmar as aulas foi um pedido de Cleu Vimar Selvo Pérez, pai do soldado do Corpo de Bombeiros, Lucas Veloso Perez, de 27 anos, morto por afogamento durante um curso de salvamento na Lagoa Trevisan, em Cuiabá, no último dia 27 de fevereiro.

Apesar de a família de Lucas Veloso ter ido ao Palácio Paiaguas cobrar por investigações, Mauro não conseguiu recebê-lo.

“Infelizmente aconteceu mais essa fatalidade. Eu já conversei com a minha área de segurança, com o secretário [César Roveri], nós estamos estudando e cobrando uma apuração rigorosa do que aconteceu”, disse.

TRAGÉDIA

Lucas chegou a ser socorrido por algumas pessoas que acompanhavam o treinamento e foi levado a um hospital particular da capital, mas não resistiu. A Polícia Civil passou a investigação para um Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado pelo próprio Corpo de Bombeiros.

O coronel Dércio Santos da Silva foi nomeado pela Corregedoria do Corpo de Bombeiros para presidir o inquérito que vai apurar as causas da morte do aluno. 

 
 
Cuiabá MT, 18 de Maio de 2024