Cuiabá, 13 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 28 de Outubro de 2022, 11:16 - A | A

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2022, 11h:16 - A | A

FOMINHA POLÍTICA

Jayme repreende Botelho por querer tudo: "quem quer muito, traz pouco de casa"

Da Redação

O senador Jayme Campos (União) recomendou ao seu colega de partido, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, que dê um passo de cada vez em seus projetos políticos para os próximos anos.

Botelho já começou a articular seu quarto mandato na presidência do Legislativo, para o próximo biênio, ao mesmo tempo em que discute um projeto de candidatura para disputar a Prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2024.

 

Ao recomendar que Botelho seja cauteloso com o futuro, Jayme usou um ditado popular: “quem quer muito, traz pouco de casa”.

“Eu diria primeiro que cada um de uma vez. […] Eu acho que Botelho, inicialmente, tem pretensão de ser reeleito presidente da Assembleia. Eventualmente, no novo projeto político que poderá acontecer em 2024, quando acontecem as eleições municipais, eu vejo com todas as condições de ser um bom candidato a prefeito de Cuiabá. Todavia, nós temos muita água para correr debaixo da ponte”, disse Jayme, em entrevista à imprensa.

Jayme pediu que as discussões sobre as eleições de 2024 sejam adiadas, pois o diretório nacional do União Brasil discute uma possível fusão com o Partido Progressista (PP).

Além disso, ele cita que além de Botelho, outros nomes são discutidos para a Prefeitura de Cuiabá, como o secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, o suplente de senador eleito Mauro Carvalho e o deputado federal eleito Fábio Garcia.

“Nós temos de aguardar, dar tempo ao tempo. Essa eleição vai acontecer em 2024. Nós estamos ainda em 2022, mas o que eu posso lhe garantir que o Botelho é um bom candidato. Assim, certamente, nós teremos a possibilidade do União Brasil ter outros nomes […] Espero que, no momento oportuno, possamos escolher um nome bom para que possamos vencer as eleições em Cuiabá”, disse.  

 
Cuiabá MT, 13 de Junho de 2024