Cuiabá, 22 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2024, 11:44 - A | A

Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2024, 11h:44 - A | A

DECRETO PRESIDENCIAL

Lula mantém Chapada dos Guimarães nas mãos do ICMBIO

Bárbara Siviero | TV Centro América

Um decreto do presidente Lula retirou reservas e parques nacionais do Programa Nacional de Desestatização (PND), entre eles, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. A medida mantém as reservas sob administração do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e possibilita que a iniciativa privada assuma serviços de atendimento aos turistas.

Ao todo, 19 unidades de conservação foram retiradas da lista de privatização. Entre os principais nomes estão:

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT)
Floresta Nacional de Brasília (DF)
Floresta Nacional de Ipanema (SP)
Parque Nacional de Jericoacoara (CE)
Parque Nacional do Iguaçu (PR)

Segundo o presidente do ICMbio, Mauro Oliveira Pires, o decreto reafirma que as reservas não serão privatizadas.

"O decreto do presidente é exatamente para indicar que as unidades de conservação continuam como patrimônio do povo brasileiro. A empresa concessionária é agora obrigada a fazer investimentos nos estacionamentos, trilhas e pequenos restaurantes para que o turista tenha o mínimo de infraestrutura", diz.

Concessão do Parque

No início de fevereiro, a concessionária Parques Fundos de Investimento em Participações (FIP) em Infraestrutura foi a vencedora do leilão para levar a concessão do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. O Governo de Mato Grosso desistiu de concorrer e não participou da sessão.

A decisão foi tomada durante a Sessão Pública do Leilão, na B3, para abertura do envelope 2, após lance de R$ 926 milhões.

A concessionária será responsável por investir cerca de R$218 milhões na infraestrutura do local para visitação de turistas pelo período de 30 anos. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a vitória da concessionária não se trata de privatização, mas uma concessão.

Gestão

O governo estadual já havia feito várias tentativas ao governo federal para assumir a gestão do parque nos últimos três anos. Entretanto, a gestão anterior não acatou o pedido. Ao contrário, o governo federal decidiu pela concessão do parque.

A gestão do parque segue nas mãos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do governo federal.

A concessão feita pelo ICMBio teve como objetivo ampliar a prestação de serviços de apoio à visitação, promovendo a revitalização do meio ambiente e garantir a modernização do parque sob gestão da iniciativa privada.

O parque

Criado em 1989, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães possui 32.630 hectares de área para assegurar e proteger amostras significativas dos ecossistemas locais, além de espécies nativas do Cerrado, inclusive ameaçadas de extinção.

O parque abriga paisagens únicas e abriga sítios arqueológicos que ajudam a contar o povoamento da região. Em 2000, foi declarado como Reserva da Biosfera do Pantanal. Em 2019, recebeu mais de 180 mil visitantes, figurando dentre os parques nacionais mais visitados do país.

A proximidade com Cuiabá também torna a unidade atrativa para a visitação. Em 2019, o Parque recebeu mais de 180 mil visitantes, figurando dentre os parques nacionais mais visitados no país.

 

 
Cuiabá MT, 22 de Maio de 2024