Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sábado, 29 de Outubro de 2022, 10:16 - A | A

Sábado, 29 de Outubro de 2022, 10h:16 - A | A

FORA COGITAÇÃO

Márcia Pinheiro não tem pretensão de encarar as urnas em 2024

Da Redação

A primeira-dama de Cuiabá e ex-candidata ao governo, Márcia Pinheiro (PV), disse que não tem pretensão de encarar as urnas na eleição municipal de 2024. Márcia comentou que a legislação eleitoral não permite que parentes de primeiro grau de um gestor reeleito possam disputar ao mesmo cargo.

Ela disse que mesmo que tenha uma possibilidade, caso ele se descompatibilize do cargo seis meses antes da eleição, ressaltou que o arco de alianças do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) tem outros nomes que possam concorrer a prefeito ou a vice-prefeito.

 

Márcia destacou que atualmente está concentrada na campanha do ex-presidente Lula (PT), na capital.

“Eu nem pensei nisso, meu foco até domingo é a candidatura do presidente Lula, na realidade eu acho que eu nem posso. Ele teria que se desincompatibilizar seis meses antes, não sei, mas em nenhum momento eu pensei nisso, nosso foco realmente é a eleição de domingo, então não tem nenhum pensamento nesse sentido”, disse em entrevista à imprensa.

“Nós temos outros quadros também, Emanuel já foi em oito anos, não tenho essas pretensões também, mas acho que nós temos grandes quadros, outros nomes que a gente pode colocar aí também para realmente ser vice do Stopa”, destacou.

O vice-prefeito José Roberto Stopa (PV) é o nome mais cotado da base do prefeito para ser candidato para se tornar sucessor de Emanuel no comando do Palácio Alencastro. Além dele, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União), não escondeu o desejo de encarar a disputa.

O Mais Brasil, futura fusão do Patriota e PTB, também tem pretensão de ter candidatura na capital com chapa encabeçada pelo ex-candidato ao governo Pastor Marcos Ritela (PTB) e o vereador Kássio Coelho (Patriota) como vice.

 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024