Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 19 de Março de 2024, 07:29 - A | A

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 07h:29 - A | A

XADREZ ELEITORAL

Mauro mantém fidelidade a prefeitos que o apoiaram e ainda vai estudar candidatura de Dilmar em Sinop

Da Redação

O governador Mauro Mendes (União) afirmou nesta segunda-feira, 18 de março, que irá apoiar eleitoralmente todos os prefeitos que ajudaram na sua campanha de reeleição em 2022. Porém, ele admite que alguns casos precisarão ser avaliados separadamente, como em Sinop, onde o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (União) deseja disputar a prefeitura contra Roberto Dorner (Republicanos), que apoiou o governador em 2022.

“Olha, nós vamos ter que conversar caso a caso, mas essa regra que eu falei, ela vai valer para todos os municípios. Eu tenho que apoiar aqueles que me apoiaram”, disse Mauro.

Em conversa com jornalistas, o governador afirmou que é grato a todos os prefeitos que apoiaram sua candidatura de reeleição e que pretende retribuir o favor nas eleições deste ano. Em 2022, Mauro teve o apoio de 140 dos 141 prefeitos de Mato Grosso. Apenas o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), não declarou apoio ao governador e lançou sua esposa, Márcia Pinheiro (PV), como candidata de oposição.

“Eu vou apoiar todos aqueles prefeitos que na eleição de 22 me apoiaram. Acho que o respeito, a reciprocidade, a gratidão é algo fundamental”, enfatizou o governador.

Durante a visita a Lucas do Rio Verde, Mauro já adiantou que irá apoiar a candidatura de reeleição do prefeito Miguel Vaz (Cidadania).

“Eu sou muito grato ao prefeito que me apoiou e não só por isso, porque eu tenho absoluta convicção, pelo que eu conheço aqui da cidade de Lucas, que ele está fazendo um grande trabalho e, na minha opinião, ele merece continuar”, afirmou.

DISPUTA EM SINOP

Em entrevista recente, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco afirmou que está aguardando um posicionamento do governador Mauro Mendes quanto à sua possível pré-candidatura a prefeito de Sinop. Ele afirmou que só pretende seguir com o projeto caso o governador esteja em seu palanque.

Líder do governo na Assembleia, Dilmar enfatizou que não pretende complicar a situação do governador, mas precisa saber se Mauro estará ao lado dele ou de Dorner.

“Tenho que conversar muito com o governador para definir minha posição. Tenho uma agenda para falar sobre o assunto com o Mauro. Ele tem declarado, muitas vezes na imprensa, que tem compromisso com os 140 municípios do estado que o apoiaram para a reeleição”, disse.

 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024