Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2024, 17:09 - A | A

Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2024, 17h:09 - A | A

SEM MEDO

Mauro Mendes diz que ninguém está “acorrentado” no União Brasil

Da Redação

O governador Mauro Mendes disse que não pode “segurar” os correligionários no União Brasil, caso alguns optem por migrar ao novo partido PRD. Mendes disse que esteve reunido há alguns dias com presidente nacional do PRD, Ovasco Resende, para debater assuntos políticos.

Ao ser questionado se existe a possibilidade de o ex-secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, assumir o novo partido em Mato Grosso, ele disse apenas: “é um bom nome para qualquer coisa”.  

Com relação ao deputado estadual Dilmar Dal Bosco (UB), que esteve juntamente com o deputado Júlio Campos (UB) na semana passada em São Paulo, para uma reunião com o presidente nacional do PRD, Mendes disse que “pediu para Dilmar ficar no União Brasil”.  

Mas, “ninguém nasce acorrentado a ninguém. O único laço que não se desmancha é de pai e filho, mãe e filho. Todos os demais laços podem ser rompidos”, conclui.  

Nos bastidores, comenta-se que o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), poderia migrar ao novo partido caso não receba a “carta de alforria” do União Brasil, que deve ser dada pelo presidente estadual do partido, no caso, Mauro Mendes.

 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024