Cuiabá, 25 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 03 de Outubro de 2022, 10:56 - A | A

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2022, 10h:56 - A | A

VONTADE DE VOTAR

Polarização reduz votos nulos em 49% em MT; abstenção também registra queda

Da Redação

Encerrado o primeiro turno das eleições, o povo mato-grossense foi mais assíduo nas urnas do que na última eleição geral, realizada em 2018. A intensa polarização na disputa presidencial também reduziu consideravelmente o número de eleitores que anularam o voto este ano, com queda de 49%.

Em 2018, o estado registrou 24,55% de abstenções no primeiro turno, quando o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) disputava a presidência contra Fernando Haddad (PT).

 

Já nas eleições deste ano, o número total de abstenções caiu para 23,39%, o que significa que cerca de 577 mil pessoas não compareceram às cabines de votação.

Em 2018, o estado registrou 60.940 votos nulos para presidente no primeiro turno. A taxa representava 3,5% do total nacional, que foi o maior dos últimos 29 anos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. No Brasil, o total de votos nulos atingiu 8,6 milhões.

Já em 2022, o número caiu praticamente pela metade. Apenas 30.607 mil votos nulos foram registrados nas eleições presidenciais em Mato Grosso. A taxa representa apenas 1,2% do total nacional, que também caiu consideravelmente, segundo o TSE. Foram 3.459.529 votos nulos para presidente nas eleições deste ano.

A disputa presidencial será definida em segundo turno, entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL). Em Mato Grosso, Bolsonaro venceu com ampla folga, conquistando 59,85% dos votos válidos. Já o ex-presidente Lula foi escolhido por 34,39% dos mato-grossenses.

 
Cuiabá MT, 25 de Junho de 2024