Cuiabá, 30 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 19:11 - A | A

Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 19h:11 - A | A

CRIME BÁRBARO

Primeira-dama condena feminicídio contra idosa e exige ação urgente contra violência de gênero

Assessoria de Imprensa

Mais uma morte decorrente de feminicídio, desta vez uma idosa de 61 anos, dona Rosilda José Nogueira. A vítima teria sido agredida pelo companheiro no dia 10 de dezembro, em Santa Terezinha, localizado a 1.350 km de Cuiabá.

A vítima estava inicialmente internada em Confresa e, devido à gravidade, foi transferida para o Hospital Metropolitano em Várzea Grande, mas não resistiu e faleceu na madrugada desta quarta-feira (10/01).

A primeira-dama Virginia Mendes, se manifestou sobre o caso.

“Uma senhora de 61 anos foi brutalmente violentada, mais um caso trágico de feminicídio. Precisamos de leis mais duras, urgentemente. Diante dos recorrentes e alarmantes casos de feminicídio que assolam nossa sociedade, expresso profunda consternação e repúdio a tais atos de violência contra as mulheres. A magnitude desse problema demanda uma resposta unificada de toda a sociedade.”

Virginia alertou para que a sociedade reflita sobre os crimes de violência contra as mulheres. “É preciso refletir sobre a urgência de mudanças culturais e educacionais que combatam a perpetuação de estereótipos prejudiciais. A aplicação rigorosa da legislação pertinente é fundamental, e exorto as autoridades a garantirem que os culpados enfrentem as devidas consequências”, alertou.

“Tenho o compromisso de apoiar e promover iniciativas que visem à prevenção da violência de gênero e ao amparo às vítimas. É imperativo que unamos esforços para construir uma sociedade mais segura e justa para todas as mulheres. Na minha opinião tem que ser prisão perpétua, não dá para ficar como está”, apelou Virginia Mendes.

 
Cuiabá MT, 30 de Maio de 2024