Cuiabá, 25 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 09 de Setembro de 2022, 16:33 - A | A

Sexta-feira, 09 de Setembro de 2022, 16h:33 - A | A

CÂMARA DE CUIABÁ

Proposta muda eleição da Mesa Diretora para outubro

Da Redação

O vereador Fellipe Corrêa (Cidadania) apresentou uma proposta de emenda à Lei Orgânica do Município para alterar a data da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá. Os pleitos no Legislativo cuiabano acontecem a cada dois anos, sendo o primeiro em janeiro, durante a posse dos novos parlamentares, e o outro no dia 25 de agosto do 2º ano de mandato.

A intenção é mudar a eleição de agosto para a primeira semana após o término do período eleitoral, ou seja, em outubro. Na justificativa, Fellipe cita que a atual data coincide com as eleições estaduais, o que dificulta a participação dos vereadores que são candidatos.

 

“A finalidade da mudança é tornar mais democrática a eleição da direção desta Casa, tendo em vista que possibilitará a participação de mais vereadores e a formação de outras chapas concorrentes [...] Atualmente, alguns vereadores são candidatos a deputado estadual, a deputado federal e a senador, o que torna impraticável sua participação em razão do período eleitoral”, diz trecho da proposta.

Na última eleição, a chapa encabeçada pelo vereador Chico 2000 (PL) venceu a disputa sem nenhuma concorrência. Ela é formada por vereadores da base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e nominada ‘Independência com harmonia’.

O bloco de independência e a oposição tentaram construir uma candidatura, mas não conseguiram consenso para formular uma chapa. 

Dos 25 vereadores, 10 são candidatos na eleição deste ano. Seis tentam uma cadeira na Assembleia Legislativa, três na Câmara Federal e um no Senado.

SESSÕES REDUZIDAS

Nesta semana, os vereadores decidiram concentrar as sessões deliberativas em apenas um dia da semana, às terças-feiras, para que os trabalhos na Casa não sejam prejudicados pelas eleições deste ano.

Autor do requerimento, o vereador Chico 2000 (PL) afirmou que a campanha eleitoral acaba envolvendo todos os vereadores, mesmo aqueles que não estão disputando cargos eletivos. Seu argumento foi acatado por 19 vereadores, que votaram favoráveis à medida.

 
Cuiabá MT, 25 de Junho de 2024