Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 10:37 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 10h:37 - A | A

LUTO DO PREFEITO

VÍDEO: Mauro Mendes diz que vai "decretar" luto por causa das 20 operações na Saúde

Da Redação

Após o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) divulgar uma foto "preto e branco" do VLT e decretar o "enterro do modal" em Cuiabá, por causa da venda dos vagões para o governo da Bahia, o governador Mauro Mendes (UB) disse que vai decretar luto por causa das "20 operações que ocorreram na Saúde da capital".

"Gracinha! Vou decretar luto por corrupção por causa do vigésimo escândalo de corrupção no governo dele", respondeu o governador ao Estadão Mato Grosso. 

Emanuel também questionou porque o VLT serve para a Bahia, mas não para Mato Grosso.

“O dia 19 de junho é marcado por uma tristeza profunda para a nossa capital e também para a cidade de Várzea Grande. Mesmo frente à descabida mudança de modal, os cuiabanos mantinham a expectativa em torno da implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá, que agora se confronta com a realidade de que, enquanto outras capitais avançam com projetos semelhantes, nós ficamos para trás. Não posso deixar de ressaltar como é um dia melancólico, um dia de traição, quando os vagões, em perfeito estado, foram vendidos", disse.

Os 40 vagões foram negociados em R$ 793 milhões, em quatro parcelas anuais. Conforme o governador, o valor é suficiente para terminar as obras do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT) e comprar os veículos.

VLT da Copa do Mundo 2014

A obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) consumiu cerca de R$ 1 bilhão e passou por três governos desde o inicio de sua obra em 2012. A obra foi inicialmente orçada em R$ 1,4 bilhão e deveria ser concluída em 2014, ano em que a Capital recebeu os jogos da Copa do Mundo.

VEJA VÍDEO:

 

 

 

 
Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024