Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Brasil Segunda-feira, 05 de Julho de 2021, 09:45 - A | A

Segunda-feira, 05 de Julho de 2021, 09h:45 - A | A

VIOLENCIA CONTRA A MULHER

Mulher mostra sinal vermelho com 'X' na mão em farmácia de SC

G1

Uma mulher de 40 anos conseguiu pedir socorro em uma farmácia após ser ameaçada de morte pelo companheiro em Rio dos Cedros, no Vale do Itajaí. Ela procurou o local e mostrou um sinal vermelho com "X" na mão ao atendente, que acionou a polícia.
A denúncia ocorreu na sexta-feira (2) e o suspeito conseguiu fugir. Até domingo (4), ele não havia sido localizado. A Polícia Civil investiga o caso.

A vítima disse à polícia que o companheiro ameaçou ela e a filha de 10 anos. Elas estavam juntas na farmácia quando a mulher pediu ajuda. As ameaças ocorriam há anos, disse a mulher aos policiais, mas só desta vez ela conseguiu denunciar.
 O companheiro, que estava no carro aguardando a mulher e a menina saírem da farmácia, teria percebido a movimentação e fugiu antes da chegada da polícia.
Na casa dele, a polícia apreendeu uma espingarda e munições. A mulher e familiares ameaçados contam agora com medidas protetivas, segundo a Polícia Civil.

Entenda o sinal 'X'
 
A mulher usou o serviço de denúncia "Sinal Vermelho", que foi idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça e está disponível em muitas cidades do país.
Com ele, funcionários de farmácias e drogarias são treinados para receberem denúncias de violência doméstica e encaminham aos policiais. A vítima pode falar que "precisa de máscara roxa" ou mostra um "X" desenhado na mão ou em qualquer pedaço de papel.

Denuncie

Além dos telefones (190, 197, 181 e 180), algumas Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher criaram, em função do período de isolamento social, canais para denúncias e atendimento psicológico pelo serviço de WhatsApp. Em Cuiabá, o número (65) 99973-4796 está disponível para as vítimas. Em Várzea Grande, a Delegacia com atribuições investigativas de crimes contra vítimas mulheres, crianças e idosas, criou o número (65) 98408-7445 para receber denúncias via WhatsApp.

Já a unidade especializada de Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá) tem o número (66) 99937-5462 para atendimentos. Além do telefone celular, a delegacia possui ainda um número fixo pelo qual as vítimas podem acionar o atendimento policial: (66) 3423-1754.

As vítimas também podem procurar o Conselho Estadual de Defesa da Mulher pelo telefone (65) 3613-9934, para tirar dúvidas, saber sobre direitos das mulheres, entre outras informações. No caso da condição de vulnerabilidade social e/ou dependência econômica do agressor, as mulheres podem entrar em contato com as Secretarias Municipais de Assistência Social. Em Cuiabá, o contato da Secretaria Municipal de Assistência Social é o (65) 3645-6800, órgão que é responsável também pela Casa de Amparo às Vítimas de Violência Doméstica. O telefone do Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública é (65) 3613-8200.

Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024