Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Terça-feira, 27 de Setembro de 2022, 18:29 - A | A

Terça-feira, 27 de Setembro de 2022, 18h:29 - A | A

EVENTO EM CACHOEIRA

Análise laboratorial não encontra alteração em água de cachoeira tingida em chá revelação

Da Redação

Após o vídeo do chá revelação de um casal de Tangará da Serra viralizar nas redes sociais nacionais e até internacionais, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) conversou com o responsável pelo evento na Cachoeira Queima-Pé, que disse que não sabia sobre o produto na água. 

Vistoria foi realizada no local, mas não foram constatadas alterações visuais nem nos parâmetros físicos da água, como cor e odor. Também não houve mortandade de peixes. A análise laboratorial da água realizada no mesmo dia não apresentou alteração na qualidade da água.

 

"O proprietário da área informou que cedeu o uso do local para um evento e um dos responsáveis pelo evento compareceu na sede da Sema-MT de Tangará da Serra para prestar esclarecimentos, acompanhado de sua advogada. Ele afirmou não ter conhecimento que seria lançado algum produto para colorir a água, atribuindo a familiares a responsabilidade", informou, em nota.

O responsável apontado já foi identificado e irá comparecer na sede do órgão ambiental para a devida autuação ambiental.

Apesar de não haver qualquer prejuízo à qualidade da água, a Sema sustenta que houve uma conduta em desacordo com a legislação, de acordo com o decreto federal nº 6.514/2008, que define como passível de infração ambiental "lançar resíduos sólidos, líquidos ou gasosos ou detritos, óleos ou substâncias oleosas em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou atos normativos".

As multas e demais penalidades serão definidas e aplicadas após laudo técnico elaborado pelo órgão ambiental competente, identificando a dimensão do dano decorrente da infração e em conformidade com a gradação do impacto.

 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024