Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Terça-feira, 11 de Outubro de 2022, 17:20 - A | A

Terça-feira, 11 de Outubro de 2022, 17h:20 - A | A

BANDEIRA BRANCA

Deputado defende trégua entre Mauro e Emanuel: "essa briga já se estendeu demais"

Da Redação

O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (MDB), defendeu que o seu pai, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), e o governador Mauro Mendes (União) façam uma trégua da guerra política que travam há tempos e que foi agravada pela campanha eleitoral deste ano, com fortes acusações de ambos os lados.

Na avaliação de Emanuelzinho, agora que o período eleitoral acabou e ambos os políticos não podem mais se reeleger para o cargo em que estão, é hora de fazer as pazes e dar prioridade aos projetos que são importantes para a população cuiabana e mato-grossense.

 

“Essa briga já se estendeu demais. O prefeito Emanuel Pinheiro já se elegeu e reelegeu, o governador Mauro Mendes já se elegeu e reelegeu. Do que depender de mim, eu vou estender a bandeira branca da conciliação, para que a gente possa unir forças, porque nenhum dos dois vai disputar uma eleição agora, nem para prefeito de Cuiabá, nem de governador. Querem fazer seus sucessores, querem ter a sua ideia de Cuiabá e de Mato Grosso, têm todo o direito, mas eu acho que agora é hora de juntar”, disse o deputado.

A rixa entre Emanuel e Mauro foi aprofundada durante a eleição deste ano, quando Mauro disputou contra Márcia Pinheiro (PV), esposa de Emanuel, para o cargo de governador. Durante a campanha, Mauro explorou as operações policiais que envolveram a Prefeitura de Cuiabá. Já Emanuel e Márcia fizeram denúncias sobre supostos esquemas de corrupção.

Essa troca de acusações ainda deve ter um segundo turno na Justiça, já que Mauro processou Emanuel e Márcia, cobrando indenização R$ 100 mil de cada um a título de indenização por danos morais. Emanuel também processa Mauro e pede R$ 40 mil em indenização.

Para o deputado Emanuelzinho, os dois têm que deixar o passado para trás e focar na gestão, unindo forças em prol do estado. Um apelo que já foi feito por diferentes políticos, tanto aliados de Mauro quanto aliados de Emanuel, mas até hoje não levou a uma trégua entre os dois arianos.

“Não precisa ser amigo, mas é hora de juntar e lutar por Cuiabá e por Mato Grosso. Com isso, Cuiabá vai ganhar muito mais, o prefeito Emanuel Pinheiro vai ganhar muito mais e o governador Mauro Mendes vai ganhar muito mais”, ressaltou.

 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024