Cuiabá, 22 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 07:46 - A | A

Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 07h:46 - A | A

CONTENÇÃO

ICMBio autoriza que a Sinfra faça obras emergenciais no Portão do Inferno

Da Redação

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) autorizou a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra/MT) a executar obras emergenciais no Portão do Inferno, na MT-251, na última segunda-feira, 8. As mudanças permitidas são para mantér a segurança dos motoristas que passam pelo trecho. A autorização tem validade de 90 dias.

A região do Portão do Inferno é conhecida pelos paredões e constantes riscos de deslizamentos, mas nada que pudesse paralisar o trânsito no trecho. Porém, desde de dezembro a MT-251 está apresentando uma série de problemas causados pelas chuvas, sendo necessária intervenção na via para evitar maiores desastres. 

No momento, a MT-251 segue no esquema de meia pista e das 8h às 14h de segunda-feira a sábado a pista fica interditada.

Em nota, o ICMBio explicou que não autorizou a limpeza ou remoção das rochas, sendo apenas medidas de contenção.

"Essa autorização abrange a instalação de telas metálicas e geotêxteis fixados à rocha junto à faixa de domínio da rodovia, conforme plano apresentado pela Sinfra/MT. Não estão autorizadas ações como limpeza ou remoção de blocos rochosos até que sejam solucionadas as pendências apontadas à Sinfra/MT por meio do Ofício nº 3/2024/PARNA Chapada dos Guimarães/ICMBio", diz trecho.

Veja a nota na íntegra:

No dia 8 de janeiro de 2024, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) expediu a Autorização Direta nº 1/2024, com validade de 90 dias, para a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra/MT) executar ações emergenciais previstas para a segurança dos usuários da Rodovia MT-251, no trecho do Portão do Inferno, interior do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Essa autorização abrange a instalação de telas metálicas e geotêxteis fixados à rocha junto à faixa de domínio da rodovia, conforme plano apresentado pela Sinfra/MT.

Não estão autorizadas ações como limpeza ou remoção de blocos rochosos até que sejam solucionadas as pendências apontadas à Sinfra/MT por meio do Ofício nº 3/2024/PARNA Chapada dos Guimarães/ICMBio.

Recebidos em 3 de janeiro de 2024, os documentos enviados pela Sinfra/MT foram analisados com celeridade e atenção pelo ICMBio, diante do  compromisso de alta prioridade firmado entre os órgãos públicos participantes da reunião remota promovida pelo Instituto em 15 de dezembro de 2023, após declarada a situação de emergência no estado. 

O ICMBio continua à disposição do Governo do Estado de Mato Grosso para dialogar e buscar soluções conjuntas, no âmbito das respectivas competências legais.

 
Cuiabá MT, 22 de Maio de 2024