Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Quarta-feira, 17 de Março de 2021, 10:30 - A | A

Quarta-feira, 17 de Março de 2021, 10h:30 - A | A

INCONSEQUÊNCIA

População não está levando pandemia a sério, avalia secretário de Saúde

Jefferson Oliveira

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse que a população do estado tem se mostrado cética em relação ao isolamento social e, por isso, não está respeitando as orientações das autoridades e o toque de recolher decretado pelo governo do Estado.

Gilberto lembra ainda que, apesar do toque de recolher, a população está insistindo em realizar festas e outras aglomerações, o que mantém o nível de contágio em um patamar elevado. Com isso, destaca o secretário, mais pessoas vão desenvolver quadros graves da covid-19 e sobrecarregar o já colapsado sistema de saúde.

“A taxa de isolamento social está muito baixa no estado inteiro, e as orientações não estão sendo suficientes para frear (o contágio), com a população cética com o isolamento social, que quer ter uma vida normal. Acaba diminuindo um pouco quando se adota as medidas restritivas, mas, acabam não sendo suficientes”, disse.

Especialistas de todo o mundo têm defendido o isolamento social como a melhor forma de conter o avanço do novo coronavírus. Estudo divulgado na revista Lancet Public Health, em fevereiro deste ano, aponta que testagem em massa e isolamento são as medidas mais baratas e eficientes contra a disseminação da covid-19.

Sobre o recorde de mortes registrado na última segunda-feira (15), quando 86 mato-grossenses perderam a vida para o novo coronavírus, Gilberto argumenta que é reflexo da falta de pessoal no final de semana, somente com equipes de plantão, o que leva a uma menor notificação no número de mortes.

Por isso, diz o secretário, é comum que números altos apareçam nos boletins de segunda e terça, reduzindo no meio da semana.

Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024