Cuiabá, 19 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Segunda-feira, 17 de Outubro de 2022, 10:35 - A | A

Segunda-feira, 17 de Outubro de 2022, 10h:35 - A | A

IMPULSO

Mudanças no Casa Verde e Amarela aquecem mercado imobiliário

Da Redação

Anunciadas no início do segundo semestre do ano, as mudanças no Programa Casa Verde e Amarela do Governo Federal têm impactado positivamente o setor imobiliário em todo o país. Ampliação de faixa de renda, prazos de financiamento estendidos e juros reduzidos estão entre os principais benefícios. De acordo com a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), na região Centro-Oeste, 30% das unidades residenciais comercializadas são enquadradas no programa habitacional.

De acordo com levamento realizado pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), os empreendimentos associados ao programa Casa Verde Amarela registraram crescimento de 2% nas vendas no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2021. A expectativa é que esse crescimento se amplie e que o volume de contratações chegue a 400 mil unidades ao longo de todo o ano.

 

Junto com a ampliação da faixa de renda, as taxas de juros para o financiamento imobiliário via Minha Casa Verde e Amarela registram queda de 8,16% para 7,66% ao ano. Já para as famílias pró-cotistas do FGTS, ou seja, pessoas que utilizam o fundo de garantia para o financiamento, as taxas estão reduzidas, temporariamente, de 7,66% para 7,16% ao ano. Os subsídios diferenciados devem vigorar até o fim de dezembro.

Os valores máximos dos subsídios variam de acordo com a cidade e com a renda bruta familiar. Cada cidade tem um valor máximo para que o imóvel se encaixe no programa.

Ampliação da faixa de renda – O Casa Verde e Amarela atende famílias com renda mensal de até R$ 8 mil, divididas em três grupos ou faixas. O limite de renda familiar mensal para o Grupo 2 passou de R$ 4 mil para R$ 4,4 mil e, para o Grupo 3, de R$ 7 mil para R$ 8 mil. O Grupo 1 já havia sido contemplado com reenquadramento, em março, tendo o teto de renda passado de R$ 2 mil para 2,4 mil.

Atendendo ao nicho de mercado de moradias compactas, a MRV, empresa do Grupo MRV&CO, também investe em ações de varejo que facilitem o acesso à casa própria. “A construtora tem como política permanente auxiliar o cliente no sonho da casa própria e isso se traduz, no dia a dia, num atendimento de consultoria personalizada para que famílias elegíveis no programa habitacional realmente tenham acesso. A construtora tem trabalhado para que esse bom momento vivido pelo setor seja aproveitado por todos”, ressalta César Santos, gestor comercial da MRV em Mato Grosso.

“Conhecer o perfil do cliente, ser empático e promover facilidade como a entrada parcelada são fatores decisivos no fechamento das vendas. Nossos corretores autônomos são constantemente treinados para tornar possível o sonho dos nossos clientes”, complementa o executivo.

Investimento – Com a ampliação das faixas de renda e redução das taxas de juros, a facilidade também reafirma o financiamento imobiliário como boa opção de investimento.

Veja o vídeo com a simulação imobiliária completa: https://www.instagram.com/reel/ChYCM8Uly5W/?utm_source=ig_web_copy_link

 
Cuiabá MT, 19 de Junho de 2024