Cuiabá, 21 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Terça-feira, 20 de Setembro de 2022, 10:41 - A | A

Terça-feira, 20 de Setembro de 2022, 10h:41 - A | A

PREÇO NAS REFINARIAS

Petrobras tinha margem para reduzir mais o preço do diesel, mas tomou decisão cautelosa

Da Redação

A Petrobras reduziu o preço do diesel em 30 centavos nas refinarias, a partir desta terça-feira (20), após mais de 30 dias sem anunciar reajustes nos preços deste combustível. Com isso, o litro do diesel passa de R$ 5,19 para R$ 4,89 nas refinarias, que vendem o produto para as distribuidoras, que por sua vez revendem para os postos atenderem aos consumidores finais.

A última redução nos preços do diesel havia sido feita em 12 de agosto, quando a petroleira fez um reajuste de -4%.

 

A redução já era esperada pelo setor, já que a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) apontava desde a última quinta-feira (15) que havia margem para redução de até 50 centavos no preço do diesel. Especialistas do setor apontam que a redução não foi nesta proporção por ‘cautela’ da petroleira.

Essa cautela é explicada pela alta demanda do diesel no mundo, principalmente na Europa. Sem o gás natural da Rússia, os países europeus aumentaram o consumo do derivado do petróleo para gerar eletricidade e aquecer as residências no inverno que se aproxima. Portanto, como o Brasil precisa importar cerca de 25% do diesel, o país é afetado pelo aumento da demanda no exterior.

Além disso, o mercado mundial de petróleo segue instável, pois há um temor de recessão econômica no mundo, além da possibilidade de redução na produção pela Opep+.

A redução nas refinarias deve levar algum tempo para chegar nas bombas de combustíveis e ser sentida na prática pelos consumidores. Isso porque as distribuidoras ainda precisam repor seus estoques com o combustível mais barato, ou fazer um preço médio para ir repassando aos postos.

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o diesel S10 tem um preço médio de R$ 7,05 em Mato Grosso, com o preço mínimo de R$ 6,67 e o máximo de R$ 7,79.

Em comunicado à imprensa, a Petrobras disse que, considerando a mistura obrigatória de 10% de biodiesel no diesel, a cota da estatal no preço final ao consumidor passará de R$ 4,67 para R$ 4,40. A companhia ainda destacou que a redução segue a política de preços, a paridade internacional e a variação do dólar.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio”, afirma o comunicado.

Até 15 horas dessa segunda, o preço do barril tipo Brent era negociado por 91 dólares e o dólar operava em queda de mais de 1%, em R$ 5,16.

 
Cuiabá MT, 21 de Junho de 2024