Cuiabá, 30 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Quarta-feira, 13 de Março de 2024, 19:05 - A | A

Quarta-feira, 13 de Março de 2024, 19h:05 - A | A

CONFIRA OS LOCAIS

Seis frigoríficos de MT são habilitados para exportar para a China

Da Redação

Seis frigoríficos de Mato Grosso foram habilitados pelo Governo da China para exportar carne bovina para o país asiático. Com as novas habilitações, já são 14 frigoríficos no Estado com autorização para a transação comercial. 

O comunicado sobre a habilitação dos frigoríficos foi enviado ao governo brasileiro nessa terça-feira (12). Ao todo foram concedidas 38 habilitações, incluindo abatedouros de bovinos, frangos e suínos. 

Em Mato Grosso, as plantas com autorização de venda para o mercado chinês estão localizadas em Várzea Grande, Colíder, Diamantino, Confresa, Alta Floresta e Pontes e Lacerda.

Conforme o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o Governo do Estado teve participação ativa nas tratativas que resultaram na habilitação das novas plantas frigoríficas. 

“Na última viagem do governador Mauro Mendes à China, na CIIE, a maior feira de comércio da Ásia, levamos vários empresários do setor da indústria frigorífica e lá tivemos a oportunidade de apresentar essa empresa de Várzea Grande, que agora foi habilitada pelo governo chinês. É um trabalho importante que o Governo do Estado faz e vai continuar fazendo, não só pela Sedec mas também por meio do Instituto Mato-grossense da Carne, trabalhando Governo e iniciativa privada juntos para promover a carne mato-grossense, que tem a melhor qualidade do Brasil e uma das melhores do mundo”, observou.

César Miranda afirmou que a habilitação das plantas mato-grossenses é um reconhecimento à indústria frigorífica e à classe produtora do Estado e destacou que, além de carne de qualidade, Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, agora livre de febre aftosa sem vacinação.

"Com o maior número de cabeças de gado do país e essa qualidade de carne, Mato Grosso tem conquistado novos mercados e ampliado as exportações para países parceiros, como a China, que é a maior compradora de produtos agrícolas produzidos no Estado", ressaltou.

Atualmente, Mato Grosso tem 54 plantas frigoríficas no Estado, entre carne bovina, suína e aves. Deste total, 32 exportam proteína animal para 83 países.

De acordo com o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso, Sílvio Rangel, a lista com habilitação de novos 38 frigoríficos do país é a maior liberada para exportação pelo governo chinês.

“É um mercado interessante para Mato Grosso e para a indústria frigorífica, que passa a ter um mercado aberto na China. O país tem um consumo muito grande de carne. A produção de proteína animal tem crescido bastante, principalmente de bovinos. Então, a abetura desses novos mercados é importante para trabalharmos a exportação”, avaliou.

Conforme o Centro de Dados Econômicos de Mato Grosso (DataHub MT), em 2023 Mato Grosso exportou 244,3 mil toneladas de carne bovina para a China, e gerou faturamento R$ 1,1 bilhão. Segundo o coordenador do DataHub, Vinicius Hideki, "com a adição de seis novos frigoríficos habilitados para exportação, há uma tendência de aumento no volume de carne embarcada e, consequentemente, um aumento na receita da indústria mato-grossense”.

 
 
Cuiabá MT, 30 de Maio de 2024