Cuiabá, 22 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Geral Quinta-feira, 27 de Maio de 2021, 15:02 - A | A

Quinta-feira, 27 de Maio de 2021, 15h:02 - A | A

'MAMMA MIA'

Festival de Nhoque ocorre pela 2º vez em Cuiabá

Assessoria de Imprensa

Segundo reza a lenda, todo dia 29 de cada mês se repete a grande oportunidade de atrair riquezas, caso tenha à mesa um saboroso Nhoque. Além de manter esta tradição, o Serafina carrega em sua gastronomia italiana os segredos do melhor Nhoque. Aliados a todos esses componentes a casa fará o 2º Festival de Nhoque, neste sábado, dia 29, no almoço e jantar.

FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba as notícias em tempo real (clique aqui).
Os nhoques são autoriais e diferentes do primeiro Festival, nesta nova edição as massas serão a base de batata, espinafre, abóbora e tomate seco. Os molhos também têm novas texturas e ingredientes, serão pomodoro, funghi, camarão e queijos. O preço também está especialíssimo, apenas R$ 59,90 por pessoa, podendo saborear à vontade.
De acordo com Ronaldo Poiatti, gestor do Serafina no Centro-Oeste, vem crescendo muito os pedidos pelo Nhoque da casa. “Mantemos de forma permanente no cardápio o Gnocchi della Fortuna, sendo um dos pratos mais tradicionais do Serafina pelo mundo. Embora a gastronomia italiana seja feita de simplicidade existem segredos milenares na forma do preparo, e desse componente não abrimos mão, por isso somos verdadeiramente um restaurante italianíssimo. Um dos segredos é a farinha, especial, nobre e seleta, da qual passa por uma rigorosa seleção do melhor trigo italiano”, explica Poiatti, que ainda reforça que todos os ingredientes utilizados no preparo são 100% artesanais e naturais.
Agora o melhor mesmo é garantir um lugar a mesa, para tanto fazer a reserva é a garantia de poder viver a experiência Serafina.
Tradição.
A lenda do Nhoque da Fortuna começou em um dia 29, durante o século IV. Quando um santo cristão chamado São Pantaleão vagava faminto por um vilarejo italiano a procura de um quente e gostoso prato de comida. Camuflado de andarilho, Pantaleão bateu na porta de uma das casas pedindo alimento. A família deixou o estranho entrar, mesmo desconfiada do sujeito e tendo pouca quantidade de comida para oferecer. A refeição rendeu exatas 7 unidades de nhoque para cada um dos presentes na mesa. Em troca da gentileza, o santo deixou uma lembrança aos anfitriões. Ao recolher os pratos, a família se deu conta da presença de muitas moedas de ouro embaixo de cada louça. Após rodar o mundo, a história se transformou no ritual que é celebrado em diversos países.

Serafina: Trevo do Santa Rosa – Cuiabá
Reservas: (65) 9676-8381/ (65) 3027-4027

Cuiabá MT, 22 de Julho de 2024