Cuiabá, 26 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 10:54 - A | A

Sábado, 27 de Janeiro de 2024, 10h:54 - A | A

CONFUSÃO GENERALIZADA

Casal briga com vizinhos por som alto e esfaqueia três jovens

Da Redação

Dois jovens de 18 anos e um adolescente de 16 anos foram esfaqueados durante uma briga com vizinhos por causa de som alto na madrugada deste sábado, 27 de janeiro. O caso foi registrado no loteamento Vida Nova I, em Lucas do Rio Verde. Os suspeitos são um homem de 48 anos e sua mulher, de 47.

Vítimas e agressores apresentaram versões divergentes sobre os fatos para a Polícia Militar. Porém, ambos concordam que os jovens estavam ingerindo bebida alcóolica e ouvindo som alto.

Revoltada com o barulho, a vizinha resolveu desligar o padrão de energia da casa onde estava acontecendo a confraternização. A esposa de uma das vítimas resolveu ‘pagar na mesma moeda’. Porém, quando ela foi desligar o padrão de energia da vizinha, o homem saiu da casa e começou a discutir com ela.

Nesse momento começam as divergências. A esposa das vítimas afirma que foi agredida primeiro pelo marido da vizinha e que, em resposta, seu esposo e mais dois amigos resolveram intervir, o que teria iniciado uma pancadaria. Em meio à briga, o suspeito se apossou de uma faca e acertou os três jovens.

Já a suspeita afirma que seu marido apenas discutia com a vizinha quando os três jovens resolveram partir para cima dele e começaram a agredi-lo. Ela conta que também teria sido agredida e, acuada, resolveu entrar na casa e pegar duas facas.

Com uma das facas, ela acertou um dos rapazes que batia em seu marido. Em seguida, deu a outra faca para o esposo, que esfaqueou os três rapazes até a briga acabar. O homem fugiu do local logo após a briga e não foi mais visto.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou os três jovens ao Hospital São Lucas, onde ficaram sob cuidados médicos.

A suspeita foi encaminhada para a Delegacia de Polícia e segue à disposição da Justiça.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 26 de Maio de 2024