Cuiabá, 25 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Sábado, 12 de Novembro de 2022, 12:27 - A | A

Sábado, 12 de Novembro de 2022, 12h:27 - A | A

VIOLÊNCIA POLÍTICA

Jovem denuncia agressão de bolsonaristas durante aula de direção em MT

Caroline Mesquita e Mariana Mouro, g1 MT

Um profissional da saúde, de 22 anos, denunciou ter sido agredido por bolsonaristas enquanto praticava aulas de direção em um pátio público, na quarta-feira (9), em Sinop, a 504 km de Cuiabá. Em um vídeo gravado por uma câmera de segurança do veículo mostra o momento em que os manifestantes ameaçam o rapaz e o tiram do carro a força. Prefeitura do município disse que não pode se responsabilizar. 

O jovem contou que estava dentro do carro de uma autoescola quando percebeu que alguns bolsonaristas começaram a chutar cones que estavam no pátio e diziam aos professores para que as aulas fossem encerradas.

 

A Prefeitura de Sinop informou que o pátio é público e que não vai se pronunciar a respeito. Segundo órgão, eles não podem se responsabilizar.

A vítima disse que neste momento pegou o celular para filmar e um dos manifestantes viu e andou em direção a ele questionando e impondo para que apagasse o vídeo. O jovem obedeceu.

"Eles não acreditaram que apaguei, começaram a me agredir fisicamente e verbalmente, chegaram a pôr a mão na minha cabeça, me empurraram, pegaram meu celular e me puxaram para fora do carro", disse.

Depois de ter sido retirado do carro, o jovem contou que os manifestantes perguntaram: "Você é petista?".

"Em determinado momento tive que falar que votei no Bolsonaro para amenizar a situação".

A vítima disse que eles se identificaram como donos de caminhões e proprietários de fazendas, e disseram que estavam ali há 9 dias parados por conta da paralisação e "se manifestando por um país melhor". Nas imagens, é possível ver que o grupo questiona o rapaz.

"Você vai filmar irmão? Desce daí, tá achando que a gente é palhaço, rapaz? Estava filmando, bonitinho? Desce e vai embora", dizem.

Segundo ele, outros dois alunos e dois instrutores também estavam no local fazendo aulas e os manifestantes já tinham pedido para eles se retirassem do pátio.

Eu me senti ofendido, constrangido e revoltado, principalmente porque eu não estava fazendo nada de errado. Só estava fazendo a minha aula ", contou. 

Depois das agressões, o profissional da saúde disse que foi ameaçado caso relatasse o caso às autoridades: "Se você for na polícia, Sinop é muito pequena", relatou. Mesmo assim, ele decidiu registrar boletim de ocorrência.

O pátio fica ao lado do Estádio Gigante do Norte. O local é público e as aulas práticas e treinamentos de alunos de autoescolas do município são realizadas na região.

 
Cuiabá MT, 25 de Junho de 2024