Cuiabá, 19 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Sexta-feira, 04 de Novembro de 2022, 12:37 - A | A

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2022, 12h:37 - A | A

PROTESTOS BOLSONARISTAS

MT volta a ter bloqueios em rodovias nesta sexta

Da Redação

Os bloqueios que haviam sido desfeitos em todas as rodovias de Mato Grosso parecem que retornaram na manhã desta sexta-feira (4). Quatro trechos de quatro rodovias federais diferentes que passam por Mato Grosso foram parcialmente ou totalmente bloqueados por manifestantes, que protestam desde o último domingo (31) contra os resultados das eleições que consagraram Lula (PT) novo presidente no lugar de Jair Messias Bolsonaro (PL).

De acordo com relatos, o km 1067 da BR-13 está totalmente bloqueado para o tráfego de caminhões. Os manifestantes estão seguindo com os protestos ilegais mesmo após a ordem de desobstrução das rodovias, dada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes.

 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (UB) deu um ultimato aos manifestantes que se espalham pelas rodovias, nesta quinta-feira (3). Ele avisou que “aqueles que não saíram livremente, terão que ser retirados para garantir o direito da maioria”. Veja mais sobre as declarações de Mauro acerca dos protestos clicando aqui.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, Eduardo Botelho (União) foi outro que garantiu que os manifestantes serão retirados das rodovias pelo uso da força policial, se preciso. Veja mais sobre a declaração do presidente da AL, clicando aqui.

Outro ponto que continua sendo alvo dos manifestantes é o KM 878 da BR 364, que passa por Campo Novo dos Parecis. Por lá, o trânsito está liberado somente para veículos de passeio, de emergência, ônibus de passageiros e cargas vivas perecíveis. Contudo, segundo informações, os manifestantes não conseguem realizar o bloqueio pleno devido o alto número de carros que passam pela rodovia.

Comodoro está com o km 487 da BR 174 ocupado por manifestantes. Neste trecho, o trânsito está liberado para veículos de passeio, emergência e transporte de passageiros. Nenhuma carga está passando neste local, o que pode gerar aumento de preço no comércio de alguns municípios.

O economista Vivaldo Lopes, ao Estadão Mato Grosso, disse que os bloqueios podem devem provocar aumento de preços e da inflação, além de causar perda de arrecadação com Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Confira mais sobre este cenário, clicando aqui.

Um último ponto que está sob efeito dos manifestantes é o km 141 da BR-158, em Confresa. Por lá, a situação estaria mais tranquila, com o fluxo sendo controlado pelos manifestantes, mas sem bloqueio.

 
 
Cuiabá MT, 19 de Junho de 2024