Cuiabá, 23 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 26 de Outubro de 2022, 10:10 - A | A

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2022, 10h:10 - A | A

EM TRAMITAÇÃO

Emenda de Avallone vai melhorar a saúde bucal em Mato Grosso

Assessoria

O deputado Carlos Avallone (PSDB) se comprometeu a continuar trabalhando pela saúde bucal em Mato Grosso, considerando a importância destes cuidados para a melhoria da qualidade de vida de todas as pessoas e especialmente dos mais carentes, através da rede pública.

Presidente da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária e relator do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), em tramitação na Assembleia, Avallone afirmou que vai apresentar emenda contemplando as sugestões do Conselho Regional de Odontologia com apoio da coordenação da Secretaria Estadual de Saúde, para melhorar a saúde bucal em todos os municípios.

 

A determinação de ampliar o apoio da Assembleia às demandas da saúde bucal foi anunciada na noite desta segunda-feira (24) durante Sessão Plenária Especial em homenagem ao Dia do Dentista. Na ocasião, diversas personalidades deste segmento foram homenageadas pelo deputado com Moções de Aplausos. As honrarias são o reconhecimento oficial do Poder Legislativo à dedicação e ao compromisso dos cirurgiões dentistas de Mato Grosso com a saúde da população.

“As políticas públicas em relação à saúde bucal estão sendo ampliadas, mas ainda é pouco. Em 2020, apenas 30% dos serviços odontológicos prestados à população eram provenientes da rede pública. Vamos contribuir através de uma emenda do relator, para que a saúde bucal chegue à maioria da população que mais precisa destes serviços. Estamos trabalhando em parceria com o Conselho Regional de Odontologia e a Secretaria de Estado de Saúde pela prevenção e combate a doenças graves e pelo resgate da auto-estima das pessoas”, destacou Avallone.

O anúncio da emenda foi feito após uma ‘provocação’ da presidente da Câmara de Vereadores de Sapezal e odontóloga homenageada, Zildinei Panta Pereira. Em seu pronunciamento, a vereadora agradeceu o apoio do deputado Avallone e cobrou que o Orçamento de 2023 contemple medidas para ampliar o atendimento na rede pública de saúde.

A presidente do CRO, Wânia Christina Figueiredo Dantas, reforçou a expectativa da entidade e destacou que o Conselho tem fiscalizado com ênfase a atuação dos municípios em relação à saúde bucal. "As dificuldades ainda são muito grandes e por isso contamos com esta parceria importante com o Legislativo”, disse a presidente do Conselho.

SORRIA MATO GROSSO

Mato Grosso tem mais de 6.580 cirurgiões dentistas que atuam ao lado de 3.100 auxiliares e técnicos em Saúde Bucal e prótese. Avallone disse que a valorização dos profissionais é muito importante e lembrou que tramita na Assembleia o projeto de lei 572/2020, que estabelece o piso salarial para os dentistas. De autoria do saudoso deputado Silvio Favero, o projeto foi aprovado em primeira votação em abril e está pronto para a segunda e definitiva votação.

Carlos Avallone trabalha há sete meses num projeto que vai orientar os gestores públicos nas ações em defesa da saúde bucal, o projeto “Sorria Mato Grosso”, elaborado pelo ex-prefeito de Jaciara, o cirurgião-dentista Abdul Jabbar Galvin Mohammad. Apresentado na Comissão de Saúde, o projeto pretende fornecer aos gestores dados reais dos serviços de saúde bucal, bem como sua operacionalização, infraestrutura, acessibilidade e ambiente de atendimento.

“Com os dados atualizados e sistematizados será possível reestruturar os serviços e auxiliar os gestores a compreender melhor a importância da saúde bucal, escolhendo as melhores alternativas de atendimento à população de cada município'', disse Avallone.

A população mais carente é prioridade e por isso o deputado destinou este ano uma emenda de 250 mil para financiar próteses dentárias para os moradores de Sapezal. A emenda foi solicitada pela presidente da Câmara Municipal e os recursos devem ser liberados nos próximos dias.

ESTATÍSTICAS

O Brasil é o país com mais profissionais dentistas, proporcionalmente à sua população. Mas apesar da grande quantidade de dentistas, e do conceito que conquistaram como a melhor odontologia do mundo, ainda é difícil levar à saúde bucal a todos os brasileiros. Estima-se que cerca de 20% da população brasileira não vai ao dentista com regularidade e existe uma parcela da população que nunca foi a um dentista e sequer sabe que tem direito a atendimento público.

 
 
Cuiabá MT, 23 de Junho de 2024