Cuiabá, 16 de Julho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 09 de Março de 2021, 17:23 - A | A

Terça-feira, 09 de Março de 2021, 17h:23 - A | A

BUSCA POR ALTERNATIVAS

Empresários pressionam e Assembleia articula flexibilização do toque de recolher

Gabriel Soares

Representantes do setor produtivo de Mato Grosso se reuniram nesta terça-feira (9) com a Comissão de Indústria, Comércio e Turismo da Assembleia Legislativa, para debater alternativas que ajudem a reduzir o impacto econômico das medidas restritivas adotadas pelo governo estadual, para conter o avanço da pandemia.

Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário da Assembleia explicou que o maior impacto está sendo sentido pelo setor de bares e restaurantes, cujos empresários já acumulam pesadas dívidas da primeira onda de fechamentos, em 2020. Agora, com a obrigação de fechar às 19h, muitos não estão conseguindo atender seus compromissos.

“Muitas empresas não vão ter condições de reabrir mais e não queremos que isso aconteça. Então, essa busca dos deputados é para que, junto com o governo, possamos encontrar uma solução que possa amenizar e garantir que o setor sobreviva aos fortes impactos causados pela pandemia”, disse Botelho.

O principal pedido dos empresários é para que seja ampliado o horário do toque de recolher, já que a proibição de funcionamento após as 19h inviabiliza o funcionamento de restaurantes e bares que têm foco na vida noturna.

Os empresários pedem que o governo crie uma nova linha de crédito para ajuda-los neste momento de dificuldade, com financiamentos por meio do Desenvolve-MT e recursos do governo federal. Além disso, eles pedem que sejam ampliados os prazos para início do pagamento dos créditos já concedidos no ano passado, diante da dificuldade em ‘engrenar’ a atividade econômica neste ano.

Segundo Botelho, o governador Mauro Mendes (DEM), já sinalizou positivamente para esta proposta e trabalha junto com sua equipe econômica para encontrar uma solução. O restante dos pedidos foi apresentado ao governador em uma reunião realizada no Palácio Paiaguás, na tarde desta terça.

“O governador já sinalizou que está sensível a essa situação e quer encontrar uma solução que possa amenizar e garantir que eles sobrevivam”, disse Botelho.

Além de Botelho, participaram da reunião o vice-presidente do Legislativo e líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal’Bosco (DEM), a segunda-secretária Janaina Riva (MDB), o deputado Carlos Avalone (PSDB) e o senador Wellington Fagundes (PL).

Cuiabá MT, 16 de Julho de 2024