Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sexta-feira, 22 de Março de 2024, 17:07 - A | A

Sexta-feira, 22 de Março de 2024, 17h:07 - A | A

MAL NA FOTO

Jayme critica estudo que mostra VG como a pior cidade no saneamento: "imagino que não seja"

Da Redação

O senador Jayme Campos (União) criticou a pesquisa do Instituto Trata Brasil (ITB) que colocou Várzea Grande no último lugar do ranking de investimentos em saneamento básico. O levantamento aponta que Várzea Grande investiu somente R$ 25,91 por habitante na expansão do saneamento básico.

Porém, Jayme alega que a cidade possui uma cobertura de distribuição de água que atinge entre 85% a 90% da população e que a situação não seria “tão crítica quanto apresentada”.

“Imagino que aqui não seja a pior cidade, não é verdade. Temos uma cobertura aqui, em relação à distribuição de água, de um mínimo 85% ou 90% da população. Pode ser que não seja o ideal que a população queria. E não é problema só de Várzea Grande, é bom que se esclareça”, justificou.

O senador cita que a administração do prefeito Kalil Baracat (MDB) vem realizando grandes investimentos na área do saneamento e culpa a 'explosão demográfica' do município pelos problemas enfrentados.

“A população sabe que em Várzea Grande houve uma explosão demográfica, e o Poder Público é impotente para atender a demandas reprimidas, que não é só no saneamento básico, mas na saúde, na educação”, destacou.

Conforme o Instituto Trata Brasil, Várzea Grande, historicamente, investiu pouco em saneamento e precisa priorizar o tema para que aconteça um aumento na coleta e no tratamento de esgoto.

 
 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024